Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Assassino de John Lennon pede liberdade condicional


Do Diário do Grande ABC

30/09/2000 | 13:55


O assassino de John Lennon, Mark David Chapman, entrou com o pedido de liberdade condicional e contou alguns detalhes do crime, que aconteceu no dia oito de dezembro de 1980.

Chapman foi sentenciado à prisao perpétua. De acordo com a lei estadual ele pode ser colocado em liberdade condicional após 20 anos de prisao.

Chapman disse que o cantor perguntou se ele queria um autógrafo e completou "eu nao queria seu autógrafo, eu queria sua vida. Acabei conseguindo os dois".

"Pedi ao diabo que me ajudasse, pois nao tinha força para fazê-lo. Naquela mesma noite, quando John Lennon retornava do estúdio, eu comecei a ouvir vozes que me diziam: 'mata, mata, mata'. Eu mirei suas costas e atirei cinco vezes, e todo o inferno entrou dentro de mim".

Chapman, que nao fugiu da área do crime, disse que ainda se lembra de como o policial o olhou e o xingou, enquanto movia o corpo de Lennon para dentro da viatura.

O assassino afirmou nao ser mais uma ameaça à sociedade, e espera poder sair da penitenciária Attica, onde está cumprindo pena pelo crime que chocou o mundo.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;