Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Começa a valer a lei dos bancos em Mauá


Do Diário do Grande ABC

29/10/2005 | 08:54


Clientes dos 26 bancos de Mauá deverão ser atendidos em no máximo 20 minutos, sob pena de multa de 100 FMP (unidade monetária de Mauá, igual a R$ 196,00) às agências bancárias descumpridoras, que dobra em caso de reincidência. Além disso, os bancos deverão providenciar meios de acesso e adaptar banheiros para portadores de necessidades especiais.

É o que determina a lei 3.778, de 25 de abril deste ano, data em que foi aprovada pela Câmara. A legislação, já sancionada pelo prefeito interino Diniz Lopes (PL), foi sancionada naquele mês, e começou a valer ontem. O prazo para que a lei começasse a vigorar serviu para que os bancos da cidade adequassem suas instalações.

Para o diretor de governo de Mauá, Sérgio Rizzo, é possível aos bancos atender um cliente em 20 minutos. "Também vai aí um pouco da boa vontade deles em disponibilizarem funcionários para tanto", acredita. Segundo ele, a lei foi elaborada por conta do número de reclamações de demora no atendimento. Quanto ao acesso a portadores de necessidades especiais, Rizzo explica que, "muitas vezes, o cliente passa por constrangimentos, como ter de entrar na agência de cadeira de rodas e não conseguir passar pelo detector de metais".

Os bancos da cidade já foram notificados pela Prefeitura da nova legislação e das multas previstas em casos de descumprimento. A fiscalização da lei será feita pelo Procon, em parceria com a Prefeitura.

Ao entrar na agência bancária, o cliente tem de receber uma senha de atendimento, que deverá ser autenticada pelo banco. Caso considere que foi prejudicado no atendimento, o munícipe deve procurar o Procon com a senha.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Começa a valer a lei dos bancos em Mauá

Do Diário do Grande ABC

29/10/2005 | 08:54


Clientes dos 26 bancos de Mauá deverão ser atendidos em no máximo 20 minutos, sob pena de multa de 100 FMP (unidade monetária de Mauá, igual a R$ 196,00) às agências bancárias descumpridoras, que dobra em caso de reincidência. Além disso, os bancos deverão providenciar meios de acesso e adaptar banheiros para portadores de necessidades especiais.

É o que determina a lei 3.778, de 25 de abril deste ano, data em que foi aprovada pela Câmara. A legislação, já sancionada pelo prefeito interino Diniz Lopes (PL), foi sancionada naquele mês, e começou a valer ontem. O prazo para que a lei começasse a vigorar serviu para que os bancos da cidade adequassem suas instalações.

Para o diretor de governo de Mauá, Sérgio Rizzo, é possível aos bancos atender um cliente em 20 minutos. "Também vai aí um pouco da boa vontade deles em disponibilizarem funcionários para tanto", acredita. Segundo ele, a lei foi elaborada por conta do número de reclamações de demora no atendimento. Quanto ao acesso a portadores de necessidades especiais, Rizzo explica que, "muitas vezes, o cliente passa por constrangimentos, como ter de entrar na agência de cadeira de rodas e não conseguir passar pelo detector de metais".

Os bancos da cidade já foram notificados pela Prefeitura da nova legislação e das multas previstas em casos de descumprimento. A fiscalização da lei será feita pelo Procon, em parceria com a Prefeitura.

Ao entrar na agência bancária, o cliente tem de receber uma senha de atendimento, que deverá ser autenticada pelo banco. Caso considere que foi prejudicado no atendimento, o munícipe deve procurar o Procon com a senha.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;