Fechar
Publicidade

Sábado, 20 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Erdogan diz que 'não recuará' na compra de mísseis russos



25/06/2019 | 07:58


A Turquia "não recuará" na compra dos mísseis russos S-400, disse o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan nesta terça-feira, 25. O país, que sofre pressão dos Estados Unidos para cancelar o negócio, fará parte do encontro do G20 no Japão.

"O assunto (da compra) dos S-400 está diretamente relacionado a nossa soberania e não daremos o braço a torcer neste tema", declarou Erdogan em discurso diante dos deputados de seu partido em Ancara. Ele ainda afirmou que a entrega dos mísseis começaria "no próximo mês".

O presidente turco ainda afirmou que seu país não tem que negociar assuntos de segurança nacional com outras nações.

EUA pressionam

Kay Bailey Hutchison, enviado americano na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), disse que seu país não ajudará a produzir o jato F-35 caso a Turquia prossiga com a compra do sistema de defesa aéreo russo.

"Haverá uma dissociação com o sistema F-35. Não podemos desestabilizar o sistema F-35 com essa introdução do sistema russo na aliança da Otan" disse Hutchison, embaixador dos Estados Unidos na Otan.

O presidente americano Donald Trump e Erdogan se reunirão um mês antes do prazo que Washington deu para que Ancara renunciasse aos mísseis russos. Do contrário, os americanos prometem aplicar sanções aos turcos. (Com agências internacionais).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Erdogan diz que 'não recuará' na compra de mísseis russos


25/06/2019 | 07:58


A Turquia "não recuará" na compra dos mísseis russos S-400, disse o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan nesta terça-feira, 25. O país, que sofre pressão dos Estados Unidos para cancelar o negócio, fará parte do encontro do G20 no Japão.

"O assunto (da compra) dos S-400 está diretamente relacionado a nossa soberania e não daremos o braço a torcer neste tema", declarou Erdogan em discurso diante dos deputados de seu partido em Ancara. Ele ainda afirmou que a entrega dos mísseis começaria "no próximo mês".

O presidente turco ainda afirmou que seu país não tem que negociar assuntos de segurança nacional com outras nações.

EUA pressionam

Kay Bailey Hutchison, enviado americano na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), disse que seu país não ajudará a produzir o jato F-35 caso a Turquia prossiga com a compra do sistema de defesa aéreo russo.

"Haverá uma dissociação com o sistema F-35. Não podemos desestabilizar o sistema F-35 com essa introdução do sistema russo na aliança da Otan" disse Hutchison, embaixador dos Estados Unidos na Otan.

O presidente americano Donald Trump e Erdogan se reunirão um mês antes do prazo que Washington deu para que Ancara renunciasse aos mísseis russos. Do contrário, os americanos prometem aplicar sanções aos turcos. (Com agências internacionais).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;