Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Trump assina decreto para impor sanções adicionais a Irã

ALEX BRANDON/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


24/06/2019 | 13:17


O presidente americano, Donald Trump, assinou há pouco um decreto que impõe sanções financeiras adicionais ao Irã. A medida é uma "resposta forte e proporcional" às ofensivas de Teerã e tem como alvo o líder supremo iraniano, Ali Khamenei, e seu gabinete, que, segundo Trump, são responsáveis pela "conduta hostil" do regime.

Em fala na Casa Branca a repórteres, Trump acrescentou que "não queremos conflito com o Irã nem com qualquer outro país", e destacou estar "ansioso" pelo momento em que as sanções impostas hoje serão retiradas, o que dependerá da mudança de postura do país persa. Segundo o presidente americano, o Irã espalha "o terror".

"Vamos continuar aumentando a pressão contra Teerã até o regime abandonar medidas perigosas", destacou o republicano. Ele voltou a criticar o acordo nuclear feito com o Irã em 2015, deixado pelos EUA, classificando-o como "um desastre". "Não estava cumprindo o que deveria", disse. "O Irã é capaz de fazer armas nucleares e isso é inaceitável", afirmou Trump.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Trump assina decreto para impor sanções adicionais a Irã


24/06/2019 | 13:17


O presidente americano, Donald Trump, assinou há pouco um decreto que impõe sanções financeiras adicionais ao Irã. A medida é uma "resposta forte e proporcional" às ofensivas de Teerã e tem como alvo o líder supremo iraniano, Ali Khamenei, e seu gabinete, que, segundo Trump, são responsáveis pela "conduta hostil" do regime.

Em fala na Casa Branca a repórteres, Trump acrescentou que "não queremos conflito com o Irã nem com qualquer outro país", e destacou estar "ansioso" pelo momento em que as sanções impostas hoje serão retiradas, o que dependerá da mudança de postura do país persa. Segundo o presidente americano, o Irã espalha "o terror".

"Vamos continuar aumentando a pressão contra Teerã até o regime abandonar medidas perigosas", destacou o republicano. Ele voltou a criticar o acordo nuclear feito com o Irã em 2015, deixado pelos EUA, classificando-o como "um desastre". "Não estava cumprindo o que deveria", disse. "O Irã é capaz de fazer armas nucleares e isso é inaceitável", afirmou Trump.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;