Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sob efeito do vexame, Autuori lava roupa suja


Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

29/10/2005 | 09:02


O técnico Paulo Autuori aproveitou a palestra de sexta-feira, no CT da Barra Funda, para lavar a roupa suja do Tricolor no Campeonato Brasileiro. A bronca durou uns 30 minutos. A derrota de quinta-feira para o Brasiliense (2 a 1 em pleno Morumbi) serviu como pano de fundo. Os jogadores assimilaram as críticas do comandante, que estava muito bravo ao se referir às falhas logo diante de um dos ameaçados de rebaixamento à Série B. "O professor é um cara calmo, mas agora resolveu cutucar. Falou aquilo que pensa e a gente até concordou. O sentimento aqui é de vergonha. Vamos apagar o que aconteceu. Precisamos acordar. Não podemos cair tanto de rendimento", afirma Souza. "De que vale atuar bem contra o Corinthians e perder em seguida?", pergunta. "De repente, as dificuldades aumentam e viram uma bola de neve. Na quinta-feira (contra o Corinthians), completamos 71 jogos na temporada e tudo contribui para complicar as coisas. Não é desculpa, mas é fundamental buscar novos estímulos", analisa o jogador.

A campanha instável do São Paulo atrapalha os planos de Autuori para o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. Segundo ele, a irregularidade atual pode puxar ainda mais o breque da equipe, que dava sinais de reação, mas voltou a tropeçar contra rivais tecnicamente inferiores. "Mostramos uma atuação horrível. É preciso reagir depressa", sugere. Autuori garante que as constantes oscilações do São Paulo chegam a preocupá-lo. Afinal, lembra que faltam apenas 46 dias para o Mundial. Segundo ele, dá tempo de reverter. "Apesar de tudo, acredito demais na experiência do São Paulo. É só trabalhar sério para recuperar o ritmo. Tenho um grupo bem experiente", reconhece.

Na opinião do zagueiro Diego Lugano, um dos problemas do São Paulo é a desatenção. No entanto, não apontou o setor considerado vulnerável. "Temos um bom time. Já provamos isso na temporada. Só que a gente se descuida, não mantém a necessária concentração do começo ao fim", constata o uruguaio. A exemplo de Autuori e dos companheiros, Lugano acha que tudo poderia se refletir negativamente no Mundial. "Se a gente não mudar, o risco é perder o embalo", insiste.

Autuori pretende poupar alguns titulares para o confronto diante do São Caetano, às 18h10 de domingo, no Anacleto Campanella. O volante Mineiro, o meia Danilo e os atacantes Amoroso e Christian devem descansar. Enquanto isso, a diretoria procura um reserva para o goleiro Rogério Ceni durante a disputa do Mundial. Bosco, do Fortaleza, é um dos principais nomes cotados na lista encaminhada aos dirigentes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sob efeito do vexame, Autuori lava roupa suja

Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

29/10/2005 | 09:02


O técnico Paulo Autuori aproveitou a palestra de sexta-feira, no CT da Barra Funda, para lavar a roupa suja do Tricolor no Campeonato Brasileiro. A bronca durou uns 30 minutos. A derrota de quinta-feira para o Brasiliense (2 a 1 em pleno Morumbi) serviu como pano de fundo. Os jogadores assimilaram as críticas do comandante, que estava muito bravo ao se referir às falhas logo diante de um dos ameaçados de rebaixamento à Série B. "O professor é um cara calmo, mas agora resolveu cutucar. Falou aquilo que pensa e a gente até concordou. O sentimento aqui é de vergonha. Vamos apagar o que aconteceu. Precisamos acordar. Não podemos cair tanto de rendimento", afirma Souza. "De que vale atuar bem contra o Corinthians e perder em seguida?", pergunta. "De repente, as dificuldades aumentam e viram uma bola de neve. Na quinta-feira (contra o Corinthians), completamos 71 jogos na temporada e tudo contribui para complicar as coisas. Não é desculpa, mas é fundamental buscar novos estímulos", analisa o jogador.

A campanha instável do São Paulo atrapalha os planos de Autuori para o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. Segundo ele, a irregularidade atual pode puxar ainda mais o breque da equipe, que dava sinais de reação, mas voltou a tropeçar contra rivais tecnicamente inferiores. "Mostramos uma atuação horrível. É preciso reagir depressa", sugere. Autuori garante que as constantes oscilações do São Paulo chegam a preocupá-lo. Afinal, lembra que faltam apenas 46 dias para o Mundial. Segundo ele, dá tempo de reverter. "Apesar de tudo, acredito demais na experiência do São Paulo. É só trabalhar sério para recuperar o ritmo. Tenho um grupo bem experiente", reconhece.

Na opinião do zagueiro Diego Lugano, um dos problemas do São Paulo é a desatenção. No entanto, não apontou o setor considerado vulnerável. "Temos um bom time. Já provamos isso na temporada. Só que a gente se descuida, não mantém a necessária concentração do começo ao fim", constata o uruguaio. A exemplo de Autuori e dos companheiros, Lugano acha que tudo poderia se refletir negativamente no Mundial. "Se a gente não mudar, o risco é perder o embalo", insiste.

Autuori pretende poupar alguns titulares para o confronto diante do São Caetano, às 18h10 de domingo, no Anacleto Campanella. O volante Mineiro, o meia Danilo e os atacantes Amoroso e Christian devem descansar. Enquanto isso, a diretoria procura um reserva para o goleiro Rogério Ceni durante a disputa do Mundial. Bosco, do Fortaleza, é um dos principais nomes cotados na lista encaminhada aos dirigentes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;