Internacional

Hong Kong: manifestantes voltam as ruas em protesto contra comerciantes chineses


Centenas de manifestantes marcharam pelas ruas de Hong Kong neste sábado contra a presença de comerciantes chineses no que está rapidamente se transformando uma temporada marcada por protestos no território chinês semiautônomo.

Empunhando faixas com slogans pedindo pelo "estrito cumprimento da lei, parem os comerciantes de fronteira", os manifestantes passaram por farmácias e lojas de cosméticos que são populares entre os turistas chineses e comerciantes que trazem produtos do continente para vender na ilha. Muitas lojas fecharam as portas durante os protestos.

Em uma cena que está se tornando comum na região, conflitos entre a polícia e alguns grupos de manifestantes acabaram colocando fim a mais uma marcha que poderia ter sido encerrada pacificamente. A polícia usou spray de pimenta e cassetetes para dispersar a multidão, de acordo com informações da rádio pública RTHK.

No mês passado, grandes demonstrações contra uma proposta de mudança nas leis de extradição da antiga colônia britânica acabaram despertando outros movimentos em Hong Kong. No final da semana passada, por exemplo, centenas marcharam contra uma mulher de meia idade do continente que cantou e dançou provocativamente em um parque público.

Os manifestantes têm um refrão comum: governo de Hong Kong, liderado por um chefe do executivo eleito de forma não democrática, não está atendendo às exigências do povo. Fonte: Associated Press.

Comentários


Veja Também


Hong Kong: manifestantes voltam as ruas em protesto contra comerciantes chineses

Centenas de manifestantes marcharam pelas ruas de Hong Kong neste sábado contra a presença de comerciantes chineses no que está rapidamente se transformando uma temporada marcada por protestos no território chinês semiautônomo.

Empunhando faixas com slogans pedindo pelo "estrito cumpri...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar