Sua Saúde

Asparagina


Aminoácido do grupo não essencial, derivado do ácido aspártico, possui papel importante na síntese das proteínas e glicoproteínas, auxiliando no ganho energético para o nosso metabolismo.

A fabricação da asparagina pode ser feita pela transaminação da glutamina ou por adição direta da amônia ao aspartato, através da reação de reversão origina o ácido aspártico, que pode se converter em ácido oxalacético, entrando no ciclo do ácido cítrico. 

Leia Mais

Embora tenha benefícios e propriedades e funções únicas, seus verdadeiros benefícios são na formação de outros aminoácidos.

Outros benefícios:

- Auxilia o equilíbrio e a saúde do sistema nervoso central

- Regula o metabolismo através do cérebro

- Precursor do neurotransmissor Gaba, que tem uma atividade sedativa para o sistema nervoso

- Aumenta a massa muscular

- Diminui a fadiga

- Colabora no controle da ansiedade, angústia e depressão

- Melhora a insônia

- Ajuda nos distúrbios comportamentais, de personalidade e metabólicos

- Contribui no sistema imunológico

Saiba mais:

- Além da alimentação, nosso organismo é capaz de produzir a asparagina pelo fígado

- No deficit desse aminoácido na dieta alimentar e na sua síntese hepática o sistema nervoso é rapidamente afetado

- Também pode ocorrer deficiência em indivíduos com resistência insulínica e diabetes

- Por ser um determinante no sistema autoimune, na sua falta ocorre um desarranjo, corroborando para uma reação de autoagressão ao organismo

- Causam cefaleias, irritabilidade, esquecimentos constantes e até depressão

- Em grávidas há relatos de que a deficiência possa estar associada à microcefalia

- IDR recomendado é de 0,8 gramas de proteína por quilo

- Uma pessoa com 70 kg deve ingerir cerca de 56g de proteína/dia para o consumo da dose recomendada de asparagina 

Comentários


Veja Também


Voltar