Cena Política

Fundo eleitoral divide bancada da região


Mais uma vez a bancada de deputados federais do Grande ABC se dividiu em uma votação de destaque na Câmara Federal. Na noite de quarta-feira, o Legislativo aprovou a criação de um fundo eleitoral com valor estimado de R$ 1,7 bilhão em recursos públicos – o dinheiro virá do fim da compensação financeira dada a emissoras de rádio e TV por transmitirem o horário eleitoral. Por orientação do PT, o deputado Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho, votou a favor da instituição do fundo. A proposta, aliás, foi sugerida por petista: Vicente Cândido, relator da reforma política na Casa. Já Alex Manente (PPS) foi contra a destinação desses valores para as campanhas. Os deputados acreditam que esse mecanismo vai atenuar dificuldades por conta do veto à contribuição empresarial nas campanhas políticas.

BASTIDORES

Expresso
O vereador Manoel Lopes (DEM), um dos mais antigos na Câmara de Mauá, protocolou indicação ao prefeito Atila Jacomussi (PSB) para implementação de um ônibus expresso no horário de pico que parta dos jardins Zaíra e Itapeva rumo ao terminal central. A ideia do democrata é que o itinerário seja cumprido em 20 minutos, com somente duas paradas. Na visão do parlamentar, esses coletivos deveriam circular entre 5h e 8h e entre 17h e 20h.

Sem crise
O vereador Juarez Tudo Azul (PSDB), de São Bernardo, entrou em contato com esta coluna para garantir que não houve mal-estar com os demais colegas pelo fato de ter faltado em algumas sessões para acompanhar o casamento do filho em Petrópolis, no Rio de Janeiro, em setembro. “Minha ausência em uma sessão foi exceção na minha vida parlamentar”, assegurou o tucano. “Sou um vereador dedicado ao trabalho que exerço e zelo muito pelas minhas responsabilidades.”

Controladoria
A Assembleia Legislativa de São Paulo pode contar com controladoria-geral da Casa, que terá por objetivo exercer funções de controle e auditoria internos com acompanhamento e fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial. A ideia foi do presidente da Assembleia, Cauê Macris (PSDB), e dos demais integrantes da mesa diretora, entre eles o deputado estadual Luiz Fernando Teixeira (PT), de São Bernardo. A controladoria precisa ser aprovada pelos demais parlamentares.

Intercâmbio
Controladora-geral da Prefeitura de São Caetano, Myelene Gambale se reuniu na segunda-feira com o controlador Guilherme Rodrigues Monteiro, que atua na administração de São Paulo, para troca de experiências. Ficou também estabelecido um termo de cooperação entre os dois departamentos.

Primeiro emprego
O presidente da Câmara de São Caetano, Pio Mielo (PMDB), estuda firmar convênio com o Ciee (Centro de Integração Empresa-Escola) para poder contratar jovens para trabalhar nos setores administrativo, jurídico e de comunicação do Legislativo. A remuneração dos estagiários pode chegar a R$ 1.000 por prestação de serviço de 30 horas semanais. O número de vagas deve ser disponibilizado nas próximas semanas.

Bate-boca
O secretário de Meio Ambiente de Santo André, Donizeti Pereira (PV), discutiu com o vereador Professor Minhoca (PSDB) a respeito de um vídeo feito pelo tucano no Parque do Pedroso, no qual o parlamentar critica as condições do espaço e cobra melhorias, citando nominalmente Donizeti. O verde ligou para Minhoca logo pela manhã, em uma conversa nada amistosa. 

Comentários


Veja Também


Fundo eleitoral divide bancada da região

Mais uma vez a bancada de deputados federais do Grande ABC se dividiu em uma votação de destaque na Câmara Federal. Na noite de quarta-feira, o Legislativo aprovou a criação de um fundo eleitoral com valor estimado de R$ 1,7 bilhão em recursos públicos – o dinheiro virá do fim da compensação fina...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar