Cena Política

Lei da mordaça em São Bernardo


Vereador gosta de se autodenominar o representante do povo, canal direto de contato com a população e de ser acolhedor dos debates oriundos da sociedade. Porém, em São Bernardo, o regimento interno da Câmara amordaça os parlamentares, em especial os da oposição aos governos. O artigo 146 da norma de conduta da Casa, em seu parágrafo 10º, diz que um vereador pode pedir a palavra para tratar de assunto urgente ou de interesse público, mas essa solicitação precisa ser aprovada em plenário. Esse item foi incorporado ao regimento interno em 1998 e vigora desde então. No governo de Luiz Marinho (PT), os então oposicionistas eram só críticas ao dispositivo, já que eram sucessivamente barrados quando queriam tratar sobre escândalos ou falhas da administração. Atualmente, a maioria desses questionadores está na base de sustentação. Em vez de mudar a regra e ampliar a liberdade de expressão no Legislativo, esses parlamentares mantêm a mordaça. Que tal os vereadores derrubarem esse item e, de fato, transformar a Câmara numa casa de debates?

Bons números

Primeira-dama de São Bernardo, Carla Morando começa a colecionar bons resultados à frente do Fundo Social de Solidariedade. Primeiro foi o aumento no número de peças recolhidas na campanha do agasalho deste ano – saltou de 15 mil em 2016 para 138 mil agora. Depois viu superar as expectativas na venda de convites para o jantar beneficente para o aniversário de São Bernardo – a meta era comercializar 600 entradas, mas foram vendidas 740. O dinheiro vai para obras e projetos sociais do município. Resta saber se, com os bons resultados em pouco tempo à frente do Fundo, Carla tem pretensões políticas para o ano que vem.

Berço

Filho do ex-prefeito de São Bernardo William Dib (sem partido), Murilo Dib trabalha como diretor administrativo da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC), vinculada à FUABC (Fundação do ABC). Dizem que o salário no departamento gira em torno de R$ 18 mil. Murilo também atuou como diretor de qualidade da FUABC, diretor da central de convênios da Fundação e trabalhou como superintendente do AME da Praia Grande.

Alvaro Dias

Senador pelo Paraná e pré-presidenciável pelo Podemos, o ex-PTN, Alvaro Dias visita hoje, a partir das 18h, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), no gabinete do tucano.

Futebol e política

Com a base governista como maioria na Câmara de Diadema, o prefeito Lauro Michels (PV) estuda novamente enviar ao Legislativo o projeto de lei que estende a concessão de uso do campo do Taperinha, na Vila Nogueira, ao Clube Atlético Diadema, que tem expectativa de investimentos do grupo Sonda para turbinar o futebol. O problema é que o vereador Revelino Teixeira, o Pretinho (DEM), hoje governista, é vice-presidente do Água Santa e já avisou que defenderá seu time na Casa.

Hamilton Lacerda

A contratação do ex-vereador Hamilton Lacerda (PT) para a Asiscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano) reascendeu o interesse do petismo em Hamilton. A atual direção do partido na cidade, capitaneada por Márcio Della Bella, estuda a reinserção de Hamilton Lacerda nos debates partidários, embora o ex-vereador tenha dito ao Diário que quer ficar fora da política partidária no momento.

Medalha

O presidente da Câmara de São Caetano, Pio Mielo (PMDB), recebeu representantes do Gama (Grupo de Amigos do Movimento Autonomista), Desirèe Malateaux Neto, Humberto Pastore e Wagner Antonio Natale e apresentou a lista de 69 pessoas que serão homenageadas com a medalha dos autonomistas em sessão prevista para o dia 21 de outubro, no Legislativo. 

Comentários


Veja Também


Lei da mordaça em São Bernardo

Vereador gosta de se autodenominar o representante do povo, canal direto de contato com a população e de ser acolhedor dos debates oriundos da sociedade. Porém, em São Bernardo, o regimento interno da Câmara amordaça os parlamentares, em especial os da oposição aos governos. O artigo 146 da norma...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar