Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

MPF entra com ação contra decreto da TV digital no Brasil


Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

22/08/2006 | 17:28


O MPF (Ministério Público Federal) entrou com uma ação junto à Justiça Federal de Minas Gerais contra o decreto que dispõe sobre a implantação do Sistema Brasileiro de Televisão Digital. Em junho, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva oficializou a escolha do padrão japonês para a TV digital brasileira.

Na ação, o MPF pede a nulidade do decreto. Ela sustenta que o ato “está repleto de ilegalidades” e aponta pelo menos cinco violações a diferentes leis e à própria Constituição.

Uma delas diz respeito à ausência de exposição de motivos no texto do decreto que embase as decisões tomadas pelo governo, ou seja, não aponta quais foram as razões que o levaram a escolher o padrão japonês de transmissão digital dentre os outros existentes no mercado mundial. Além do japonês, também existem o padrão americano e o europeu.

A ação argumenta que, dos três modelos existentes, o padrão japonês é o que possui a tecnologia mais cara. Um exemplo disso seria o decodificador, um aparelho capaz de traduzir os sinais analógicos em sinais digitais, que faz parte da transição para o novo padrão.

“A administração pública impôs graves encargos pecuniários a nada menos do que 169 milhões de brasileiros, que serão obrigados, nos próximos dez anos, a adquirir o mais caro dos receptores de sistema digital, sob pena de verem interrompido o serviço de radiodifusão”, afirma a ação.

Outro ponto da ação civil pública diz respeito ao fato de que, durante o período de transição da tecnologia analógica para a digital, as emissoras poderão operar em dois diferentes canais. Conforme argumenta o MPF, ao definir o canal de transição por um período de 10 anos, o decreto teria invadido “a competência exclusiva do Congresso Nacional”, responsável por deliberar sobre a renovação das concessões.

A televisão digital consiste na mudança do padrão tecnológico adotado pelo serviço público federal de transmissão de sons e imagens. Atualmente, as emissões chegam aos televisores através de ondas eletromagnéticas. Com a implantação da nova tecnologia, os sons e imagens produzidos pelas emissoras serão compactados e transformados em bits.

As escolhas da tecnologia podem proporcionar mais vantagens para o usuário do serviço, como a melhoria da qualidade de imagem, acesso a mais programações e a possibilidade de interação com os conteúdos transmitidos, a exemplo do que já acontece na Internet.


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;