Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Seleção feminina reduz rivalidade entre Palmeiras e Corinthians antes de final

Divulgação/ CBF Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


22/09/2021 | 05:40


A técnica Pia Sundhage conseguiu fazer algo pouco provável com a convocação da seleção brasileira feminina: diminuir a rivalidade entre Corinthians e Palmeiras, dias antes da grande final do Brasileirão, marcada para domingo, na Neo Química Arena, em São Paulo.

Foram chamadas para os amistosos contra a Argentina oito jogadoras que estarão em campo na casa corintiana no fim de semana. Nesta quarta-feira as equipes se enfrentam pela sexta rodada do Campeonato Paulista, mas as convocadas pela treinadora sueca devem ser preservadas justamente para a grande decisão.

Pia chamou três palmeirenses: a zagueira Thaís e as meio-campistas Ary Borges e Katrine. E cinco corintianas: as laterais Tamires e Yasmim, a zagueira Erika, a meia Andressinha e a atacante Vic Albuquerque, esta apenas para o segundo jogo. No clássico de segunda-feira, ainda tinha Agustina Barroso em campo pelo time argentino. Ela é defensora do Palmeiras.

Com o clima festivo que costuma cercar jogadores de seleção, não importa a categoria, corintianas e palmeirenses "esqueceram" que estarão em lados opostos no domingo e viveram dias de total harmonia nesses amistosos que promoveram renovação do grupo da seleção brasileira.

Foram fotos juntas, muita resenha, brincadeiras e clima de total integração. As trocas de elogios comprovam que é possível um convívio entre jogadoras de equipes distintas do mesmo estado. "É bem engraçada essa convivência, porque rola aquela rivalidade entre Corinthians e Palmeiras. Mas toda essa rivalidade acaba ficando lá. Quando a gente vem representar a camisa da seleção brasileira, viramos companheiras de equipe", afirma a palmeirense Ary Borges. "No futebol feminino tem muita amizade, então o tratamento umas com as outras aqui é normal, temos uma relação de amigas", garante.

A experiente Erika, zagueira corintiana, também segue a linha de que amizade é possível entre atletas rivais. "Foi importante convivermos juntas aqui, até para parar com a rivalidade fora do campo", afirma. "Normalmente não temos isso, mas esse período deixou uma relação mais amigável. Porém, dentro do campo são elas lutando pela camisa delas e a gente pela nossa."

O Corinthians ganhou o primeiro jogo, no Allianz Parque, por 1 a 0, com gol de Gabi Portilho, e entrará em campo precisando de um empate para ganhar o Brasileirão pela terceira vez. O Palmeiras terá de ganhar se quiser festejar o título inédito. Triunfo das visitantes por um gol leva a decisão para pênaltis. Se vencer por mais gols de diferença, o time alviverde garante o troféu.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;