Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Luisa Stefani celebra maior título da carreira e quer seguir evoluindo no tênis



16/08/2021 | 07:37


A brasileira Luísa Stefani segue fazendo história no tênis feminino. Após a inédita conquista de uma medalha olímpica em Tóquio-2020, com o bronze ao lado de Laura Pigossi, ela venceu, neste domingo, seu maior título na carreira ao conquistar o WTA 1000 de Montreal, no Canadá, ao lado da canadense Gabriela Dabrowski.

Stefani e Dabrowski conseguiram a revanche contra a eslovena Andreja Klepac e a croata Darija Jurak, suas algozes na final do WTA 500 de San Jose, nos Estados Unidos, na semana passada, triunfando por 2 sets a 0 (parciais de 6/3 e 6/4). Esta se torna a terceira conquista da brasileira em 10 finais e a primeira com a parceira canadense. Os outros dois títulos foram o WTA 250 de Tashkent (2019), no Usbequistão, e o WTA 250 de Lexington (2020), em solo americano, com a americana Hayley Carter.

Com a conquista, Stefani vai subir três posições no ranking indo ao 19.º lugar e sendo a primeira brasileira a entrar no Top 20 desde que a tabela da WTA foi criada em 1975. "Muito feliz com meu primeiro título de WTA 1000. Depois de quatro finais que escaparam essa conquista é muito especial, momento lindo que estou vivendo", comemorou.

"É uma semana e um momento muito especial para o tênis brasileiro, principalmente para nosso tênis feminino. Estou muito feliz com tudo isso, toda a visibilidade que tivemos essa semana, as transmissões dos jogos, queria agradecer muito, é muito importante para nossas meninas continuarem assistindo. Muito honrada de fazer parte de tudo isso", vibrou Stefani.

A brasileira explicou o que encaixou com a nova parceira, que jogam apenas o terceiro torneio juntas e o segundo na temporada. "Estou muito feliz dentro e fora da quadra. Aproveitando bastante essa nova parceria com a Gabi. Nosso estilo de jogo se encaixa super bem. Semana passada (em San Jose), ter feito final e disputando quatro jogos, foi muito útil para começarmos a aprender como precisávamos trabalhar e como deveríamos jogar para ter sucesso", analisou.

"Fizemos isso essa semana, trabalhamos no entrosamento e como devemos jogar, não importa o torneio e as adversárias. Nossos estilos se completam bem, temos boa variação de golpes e precisamos usar essa arma para facilitar nosso jogo. Quando conseguimos sacar e devolver bem, dificultamos muito a vida das adversárias. O foco é seguir melhorando, sermos agressivas e indo jogo a jogo, além de aproveitar a energia dessas últimas semanas", completou Stefani.

A brasileira e Dabrowski seguiram para Cincinnati, nos Estados Unidos, onde disputam mais um WTA 1000 que começa nesta segunda-feira e é o último preparatório das duas antes da disputa do US Open, Grand Slam em Nova York que tem seu início marcado para o próximo dia 30.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;