Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Empresário que ameaçou explodir canal de TV é libertado


Das Agências

05/01/2001 | 10:07


Manuel Subtil, o homem que se entrincheirou durante mais de oito horas no canal de televisão público português RTP1 na quinta-feira, foi libertado pela polícia, informou seu advogado, Costa Carvalho.

Subtil, 47 anos, ameaçou suicidar-se depois de invadir as instalações da RTP1 acompanhado por sua esposa e suas duas filhas. Ao final de oito horas, entregou-se às autoridades depois de prolongadas negociações com a polícia.

Os crimes pelos quais foi acusado, entre eles ‘‘invasão de propriedade’’, não justificam sua prisão preventiva, segundo Costa Carvalho.

O advogado afirmou que seu cliente não portava explosivos, ao contrário do que declarou o segurança da estação, a quem Subtil ameaçou com um revólver antes de entrincheirar-se no banheiro da redação.

Manuel Subtil, que será examinado hoje por um psicólogo a pedido da polícia judicial, acusa a RTP1 de ter causado sua ruína financeira depois da difusão, em 29 de julho de 1990, de uma reportagem sobre sua empresa ‘‘A Luz Portuguesa’’, que regularizava a situação dos imigrantes portugueses na França. A matéria indicava que Subtil se dedicava à falsificação de documentos.

Um tribunal deu razão a Manuel Subtil em primeira instância, mas a RTP1 apelou e até o momento o empresário não foi indenizado.

O ato de desespero de Subtil foi acompanhado ao vivo pelos telespectadores portugueses, uma vez que a televisão transmitiu os acontecimentos durante todo o dia.

Ao deixar a emissora, Subtil saudou a multidão e foi recebido com aplausos, antes de entrar na patrulha policial.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;