Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo estreita faixa e motoristas usam contramão

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Rua Wenceslau Braz tem falhas na sinalização de solo; problema deveria ter sido resolvido em agosto


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

17/08/2016 | 07:00


Motoristas que trafegam pela Rua Wenceslau Braz, localizada no Centro de São Bernardo, estão sendo obrigados a se arriscar na contramão da via após a Prefeitura promover mudança na demarcação de suas faixas. Segundo moradores, a promessa da administração era de que até agosto o problema fosse resolvido, entretanto, a promessa não foi cumprida.

Conforme moradores, há dois anos, sem consultar motoristas que trafegavam pela via, a Prefeitura optou por mudar a demarcação que fazia a divisão da rua. Na prática, a passagem, que antes tinha uma faixa em cada lado passou a ter uma faixa sentido Rua Quirino de Lima e duas faixas no sentido contrário, sendo que uma delas tem sido utilizada como estacionamento de veículos.

“Fizeram uma estupidez. Isso aqui não é engenharia. Os veículos estacionados em local proibido acabam obrigando as pessoas a trafegarem pela contramão. Ligamos para o departamento de trânsito e eles dizem que só podem mandar uma viatura quando tiver carro disponível no setor”, relata o aposentado Marcelo Sarti, 70 anos.

Motoristas e pedestres que circulam pela rua, que já sofria com congestionamentos diários em virtude de sua proximidade com vias importantes da cidade, tais como as avenidas Brigadeiro Faria Lima e Rotary, viram a situação da área se agravar. “No horário de entrada dos alunos (na escola) e no fim da tarde ninguém consegue sair de casa. Além de os carros fecharem completamente a rua, os pedestres não têm sinalização para ajudar na travessia. É terra sem lei. Os carros andam por qualquer faixa”, afirma a aposentada Inês Demarchi, 87.

Segundo Inês, que já reside na rua há 50 anos, depois da mudança casos de acidentes viraram recorrentes. “Toda semana tem batida na frente da minha casa, mas não tem como culpar os motoristas, pois o estreitamento da rua é o causador do problema”, avalia.

Moradores alegam que a Prefeitura programou a mudança da demarcação da via para este mês, entretanto, a administração municipal acabou por não realizar a intervenção com a justificativa de que o contrato com a Consladel Construtora e Laços Detetores e Eletrônica, empresa que realiza os serviços de manutenção viária, se encerrou. “Eles disseram que teriam de fazer nova concorrência”, relata Sarti.

Procurada pelo Diário, a Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Transportes e Vias Públicas, afirmou que há projeto de sinalização para ser implantado em breve na área, e que prevê a reconfiguração de veículos no local, no entanto, não informou prazos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;