Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Intensa e indelével


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

04/10/2009 | 07:14


Tatuagem, quando sofisticada e radical, sempre rende imagens impactantes e opiniões controversas. Incomum é encontrar artistas desse meio tão populares quanto sua profissão. Uma dessas exceções é Katherine Von Drachenberg, mais conhecida como a extravagante Kat Von D. Sua trajetória pessoal e profissional é fonte do livro High Voltage - As Tatuagens de Kat Von D (Editora Arx, R$ 59,90, 176 páginas).

A tatuadora norte-americana de 27 anos ganhou fama em todo o mundo graças a sua participação no reality show Miami Ink. Hoje, ela comanda o L.A. Ink, que mostra a rotina do High Voltage Tattoo, seu próprio estúdio.

As páginas, com belo projeto gráfico que mistura a aparência de um antigo álbum de fotos com estilo gótico, apresentam uma mulher de personalidade magnética, fruto de interessante mistura. Sua família é originária da Argentina, o pai tem ascendência alemã, ela nasceu no México e cresceu em uma pequena cidade na Califórnia. Aos 14 anos, os hormônios iniciaram a revolução. "Tudo mudou. Naquele ano me apaixonei, descobri o som punk, fiz minha primeira tatuagem e abandonei a escola", relata.

O estilo agressivo se reflete no gosto musical da tatuadora. Na sua play list constam nomes como Black Sabbath, Slayer, Alice Cooper, Turbonegro, Children of Bodom, Judas Priest e Him. A seleção também encontra espaço para o trabalho erudito de Beethoven e Chopin, escolhas que demonstram sensibilidade acima da média - Kat é pianista erudita. A paixão pela música é representada nos cinco capítulos com nomes de discos da banda australiana AC/DC.

Além da personalidade forte e do belo trabalho como tatuadora - é especialista em fazer retratos -, Kat chama a atenção pelo corpo repleto de desenhos. As incontáveis imagens são detalhadas em Diretório de Tatuagens, espaço em que ela mostra e explica o significado de cada um dos trabalhos estampados em sua pele.

É possível descobrir que as estrelas em seu rosto são as favoritas, a palavra truth (verdade) está dentro de seu lábio para que mantenha sempre a honestidade; que adora o detalhe da gravata no retrato de seu pai e que foi necessário tomar uma garrafa de tequila para ter coragem de escrever Mi Vida Loca no alto das costas.

Outro espaço curioso é A Parafernália Necessária, dedicado a mostrar a coleção de mais de 50 máquinas de tatuar da musa. Entre os exemplares estão uma com bobinas que contêm imagens pornográficas e outra feita com um cabideiro de latão do século 19.

"Quanto mais experiente o tatuador, mais ele entenderá a riqueza de possibilidades artísticas quando se fala no uso de máquinas", explica a morena com pinta de pin-up pós-moderna.

As páginas que contam sobre a vida de Kat Von D servem também para apresentar o atual cenário profissional da tatuagem. A trajetória da garota esbarra com a dos principais nomes do ramo em todo o planeta.

Caso você ainda não conheça uma das mais populares tatuadoras do mundo, fica a apresentação feita por Nikki Six, baixista do Mötley Crüe e namorado da garota: "Ela é totalmente heavy metal, um caça B-52 lançando bombas nucleares com força total e empunhando um lança-chamas enquanto se equilibra sobre sapatos plataforma de travestis com 20 centímetros de altura - e tudo isso enquanto a maioria das pessoas ainda nem saiu da cama".



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;