Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Governo paraguaio inicia desarmamento de sedes golpistas


Do Diário do Grande ABC

21/05/2000 | 17:08


O governo paraguaio começou a desarticular as unidades blindadas envolvidas na tentativa de golpe da semana passada, transferindo 65 tanques da primeira divisao de Cavalaria para o Comando do Exército.

Neste domingo, três dias depois do golpe fracassado contra o presidente Luis González Macchi, existe total tranqüilidade no país. As ruas de Assunçao e de outras cidades estao tomadas por soldados de Infantaria fortemente armados. Um comunicado do ministério da Defesa informou que 39 tanques Cascavel e Urutú, de fabricaçao brasileira, estao em poder da força de Infantaria. Os tanques pertenciam ao regimento de Cavalaria N-2, com sede em Cerrito, a 60 km de Assunçao.

O ministro da Defesa, Nelson Argaña, anunciou a existência de um projeto de lei para a criaçao do batalhao da Manutençao da Paz. A sede ficará no interior do país, em uma zona de baixa populaçao. Ali, ficarao estacionados os tanques para que deixem de representar um perigo para a cidadania. O coronel Diosnel Guerrero, comandante de uma unidade militar, foi preso junto com outros 30 oficiais e suboficiais envolvidos na tentativa de golpe. Historicamente, a arma da Cavalaria encabeçou os levantes, devido ao seu poder de fogo, mas fracassou nas tentativas mais recentes, como em março de 1999 e em maio de 2000.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governo paraguaio inicia desarmamento de sedes golpistas

Do Diário do Grande ABC

21/05/2000 | 17:08


O governo paraguaio começou a desarticular as unidades blindadas envolvidas na tentativa de golpe da semana passada, transferindo 65 tanques da primeira divisao de Cavalaria para o Comando do Exército.

Neste domingo, três dias depois do golpe fracassado contra o presidente Luis González Macchi, existe total tranqüilidade no país. As ruas de Assunçao e de outras cidades estao tomadas por soldados de Infantaria fortemente armados. Um comunicado do ministério da Defesa informou que 39 tanques Cascavel e Urutú, de fabricaçao brasileira, estao em poder da força de Infantaria. Os tanques pertenciam ao regimento de Cavalaria N-2, com sede em Cerrito, a 60 km de Assunçao.

O ministro da Defesa, Nelson Argaña, anunciou a existência de um projeto de lei para a criaçao do batalhao da Manutençao da Paz. A sede ficará no interior do país, em uma zona de baixa populaçao. Ali, ficarao estacionados os tanques para que deixem de representar um perigo para a cidadania. O coronel Diosnel Guerrero, comandante de uma unidade militar, foi preso junto com outros 30 oficiais e suboficiais envolvidos na tentativa de golpe. Historicamente, a arma da Cavalaria encabeçou os levantes, devido ao seu poder de fogo, mas fracassou nas tentativas mais recentes, como em março de 1999 e em maio de 2000.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;