Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PT classifica Meneguelli como inviável

Andréa Iseki/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

17/05/2011 | 07:10


Diante da possível candidatura do ex-deputado Jair Meneguelli (1995 a 2002) dentro do PT de São Caetano para disputar a eleição de 2012 - o que aumentaria as chances de prévia interna -, os próprios militantes minimizam a hipótese. Com o lançamento oficial do comandante do diretório local, vereador Edgar Nóbrega, como pré-candidato, a intenção é tentar o consenso, angariando apoio das demais lideranças.

Para o integrante da executiva estadual e vereador de Santo André Tiago Nogueira, apesar de Meneguelli ser nome forte e experiente, o correligionário, que atua há nove anos como presidente do Conselho Nacional do Sesi (Serviço Social da Indústria), está distante da política local.

"É quadro excelente, mas está afastado do dia a dia da cidade. É evidente que tem todo direito de pleitear o posto, só que partido está unificado na candidatura do Edgar, que tem se preparado para a concorrência, pessoa nova e que pode cumprir papel importante", avalia Nogueira, que salienta que antes de qualquer especulação o ex-sindicalista precisa se colocar nas discussões.

"Não o vejo como candidato, até porque já teve sua oportunidade, porém queremos que ele contribua."

Edgar aposta que tanto Meneguelli, candidato em 2000, quanto o ex-vereador Hamilton Lacerda, postulante em 2004, vão somar ao projeto consensual da sigla. "Acredito que eles irão brigar pela unidade e ajudar para que a resolução colocada na pauta (de domingo) seja cumprida, já que o PT precisa de oxigenação."

Meneguelli disse em entrevista ao Diário que as chances de disputar o Palácio da Cerâmica no ano que vem são de 50%, dividindo a parcela com Edgar. Segundo ele, há disposição de sua parte para concorrer e que o aval do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai ser de ajuda a qualquer pleiteante, independentemente da cidade.

O dirigente do partido em São Caetano considera que a conjuntura municipal vai ser tratada com critério para a indicação e que a contribuição de Lula vai ser preponderante na corrida eleitoral. "Vamos ter condições de ter como cabo eleitoral o ex-presidente Lula, que elegeu a região como prioridade. Antes como chefe de Estado ele não conseguiu estar em todas as cidades da região. Mas agora ele vai nos ajudar bastante no processo". Para Edgar, não tende a haver interferência sem consentimento prévio da instância local.

Sobre a falta de discurso incisivo de oposição, apontamento realizado indiretamente por petistas ao próprio Edgar, o vereador rebate dizendo que apontará as falhas do governo José Auricchio Júnior (PTB) quando necessário. "Criticaremos aquilo que está errado, como discutir impacto da verticalização abusiva. Acreditamos ser possível gastar melhor orçamento. O PT, que de maneira unitária iniciou caminho, pode fazer gestão melhor. Enquanto a peça de São Caetano cresceu 50%, em São Bernardo dobrou o orçamento, pois souberam fazer parcerias com o governo federal."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;