Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 23 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Alemanha pede perdao a Israel por Holocausto


Do Diário do Grande ABC

16/02/2000 | 12:10


Pela primeira vez desde a fundaçao do Estado de Israel o presidente da Alemanha, Johannes Rau, discursou no Parlamento israelense em alemao, fato que gerou controvérsia junto à classe política do país. Rau pediu perdao devido ao genocídio de judeus pelos nazistas. ``Peço perdao pelo que os alemaes fizeram, para mim e para minha geraçao, para nossos filhos e os filhos de nossos filhos''.

Os parlamentares israelenses demonstraram pouca emoçao durante o discurso de Rau, aplaudiram o final da sessao e se puseram de pé apenas em sinal de respeito, quando o presidente deixou o recinto.

Vários parlamentares,no entanto,em sinal de protesto, nao assistiram ao encontro. Entre eles está Danny Naveh, do partido de oposiçao Likud, cujos pais sobreviveram ao genocídio nazista.

O presidente do Parlamento Avraham Burg, cujo pai fugiu de Berlim em 1939, entre outros, esclareceram que ficaram impressionados ao ouvir a língua alema no Knesset (Parlamento unicameral israelense), apesar de Burg ter declarado inicialmente que ``o importante nao é o idioma utilizado e sim a pessoa que o utiliza (...) e Rau é o melhor amigo de Israel na Alemanha'', numa tentativa de acalmar os ânimos na abertura da sessao.

O presidente alemao ainda assegurou que jamais permitirao "que a xenofobia, o racismo e o nacionalismo se instalem de novo na Europa", referindo-se à entrada da extrema-direita no governo de coalizao com os conservadores na Austria, a qual nao nomeou diretamente. A Europa nao permitirá que ``um de seus membros coloque em dúvida sua natureza de comunidade de valores baseada nos princípios de liberdade, democracia, respeito aos direitos humanos e das liberdades fundamentais e o conceito de Estado de direito''.

O ex-presidente do Parlamento Shevah Weiss, que acompanhou Rau em uma visita ao local de recordaçao Yad Vashem, construído em memória das vítimas das matanças nazistas, contou que a primeira palavra alema que ouviu em sua vida foi ''achtung`` (atençao), quando as tropas alemaes saquearam os judeus no gueto de Varsóvia. ''Era a língua do diabo e também dos intelectuais``, disse Weiss, para quem os legisladores nao deveriam boicotar Rau.

Cerca seis milhoes de judeus foram massacrados na Europa pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, uma tragédia que deu origem diretamente a criaçao do Estado de Israel, em 1948.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;