Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Marinho acha normal apuração no SBCPrev

TCE e Ministério Público investigam suposta lavagem de dinheiro em institutos de previdência


Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

21/08/2014 | 07:08


Prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT) disse que o SBCPrev – instituto de previdência municipal – segue “rigorosamente” recomendações do Ministério da Previdência e que vê como “obrigação” a operação do TCE (Tribunal de Contas do Estado), em parceria com o Ministério Público, que investiga movimentações financeiras da autarquia.

A força-tarefa apura possível lavagem de dinheiro em institutos de previdência de 233 municípios paulistas. Balancetes financeiros e documentos referentes a investimentos da autarquia no mercado previdenciário privado foram coletados in loco, anteontem, na sede do SBCPrev por agentes de fiscalização do TCE. A entidade foi criada em 2011 pelo prefeito Luiz Marinho e tem receita de R$ 396,9 milhões para este ano.

“Vejo como obrigação do TCE avaliar. Tem de avaliar tudo. O instituto de previdência da nossa cidade está rigorosamente seguindo as orientações do Ministério da Previdência. Se tiver alguma coisa que o TCE encontre, talvez, será esclarecido. Muitas vezes o tribunal pede esclarecimentos e nós esclarecemos”, explicou Marinho.

O mote da investigação é o mesmo da Operação Miqueias, deflagrada em setembro pela PF (Polícia Federal), que resultou em 102 mandados judiciais de integrantes de organizações criminosas.

De acordo com a PF, empresas de laranjas intermediavam transações fraudulentas para compra de ações com custo acima do mercado a serem vendidas por preços subestimados. O esquema teria desviado em torno de R$ 300 milhões de recursos públicos, que eram sacados em espécie das companhias que compunham o cartel.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marinho acha normal apuração no SBCPrev

TCE e Ministério Público investigam suposta lavagem de dinheiro em institutos de previdência

Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

21/08/2014 | 07:08


Prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT) disse que o SBCPrev – instituto de previdência municipal – segue “rigorosamente” recomendações do Ministério da Previdência e que vê como “obrigação” a operação do TCE (Tribunal de Contas do Estado), em parceria com o Ministério Público, que investiga movimentações financeiras da autarquia.

A força-tarefa apura possível lavagem de dinheiro em institutos de previdência de 233 municípios paulistas. Balancetes financeiros e documentos referentes a investimentos da autarquia no mercado previdenciário privado foram coletados in loco, anteontem, na sede do SBCPrev por agentes de fiscalização do TCE. A entidade foi criada em 2011 pelo prefeito Luiz Marinho e tem receita de R$ 396,9 milhões para este ano.

“Vejo como obrigação do TCE avaliar. Tem de avaliar tudo. O instituto de previdência da nossa cidade está rigorosamente seguindo as orientações do Ministério da Previdência. Se tiver alguma coisa que o TCE encontre, talvez, será esclarecido. Muitas vezes o tribunal pede esclarecimentos e nós esclarecemos”, explicou Marinho.

O mote da investigação é o mesmo da Operação Miqueias, deflagrada em setembro pela PF (Polícia Federal), que resultou em 102 mandados judiciais de integrantes de organizações criminosas.

De acordo com a PF, empresas de laranjas intermediavam transações fraudulentas para compra de ações com custo acima do mercado a serem vendidas por preços subestimados. O esquema teria desviado em torno de R$ 300 milhões de recursos públicos, que eram sacados em espécie das companhias que compunham o cartel.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;