Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

China prevê melhora nos números da balança comercial



10/07/2014 | 00:36


As autoridades da China projetaram que o comércio internacional provavelmente irá melhorar ao longo deste ano, a começar pelos números de julho, após as exportações de junho frustrarem o mercado.

O porta-voz da Administração Estatal de Câmbio Externo (SAFE, na sigla em inglês) Zheng Yuesheng disse que o crescimento do comércio neste segundo semestre será "significativamente maior" que no primeiro, mas alertou que a meta de crescimento de 7,5% para o comércio internacional neste ano é "tremendamente difícil" de alcançar. Os baixos preços das commodities podem suprimir os dados de importação no segundo semestre, acrescentou.

O porta-voz também informou que as expectativas de um movimento unilateral no yuan foram quebradas, ao mesmo tempo em que os exportadores sentem menos pressão cambial. Ele citou os resultados de uma pesquisa da SAFE, a qual mostra que os exportadores declararam sofrer menos custos relacionados à moeda e expressaram esperanças de que o yuan continuará estável.

Na comparação anual, as exportações subiram 7,2% em junho e as importações avançaram 5,5%. Economistas consultados pelo Wall Street Journal projetavam altas de 10,0% e 5,4%, respectivamente. Fonte: Dow Jones Newswires e Market News International.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

China prevê melhora nos números da balança comercial


10/07/2014 | 00:36


As autoridades da China projetaram que o comércio internacional provavelmente irá melhorar ao longo deste ano, a começar pelos números de julho, após as exportações de junho frustrarem o mercado.

O porta-voz da Administração Estatal de Câmbio Externo (SAFE, na sigla em inglês) Zheng Yuesheng disse que o crescimento do comércio neste segundo semestre será "significativamente maior" que no primeiro, mas alertou que a meta de crescimento de 7,5% para o comércio internacional neste ano é "tremendamente difícil" de alcançar. Os baixos preços das commodities podem suprimir os dados de importação no segundo semestre, acrescentou.

O porta-voz também informou que as expectativas de um movimento unilateral no yuan foram quebradas, ao mesmo tempo em que os exportadores sentem menos pressão cambial. Ele citou os resultados de uma pesquisa da SAFE, a qual mostra que os exportadores declararam sofrer menos custos relacionados à moeda e expressaram esperanças de que o yuan continuará estável.

Na comparação anual, as exportações subiram 7,2% em junho e as importações avançaram 5,5%. Economistas consultados pelo Wall Street Journal projetavam altas de 10,0% e 5,4%, respectivamente. Fonte: Dow Jones Newswires e Market News International.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;