Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Mauá celebra o bicentenário do barão

Museu inaugura hoje, às 19h, a exposição 200 anos de nascimento do Barão de Mauá


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

25/11/2013 | 07:00


Casa de Cultura e Museu Barão de Mauá inaugura hoje, às 19h, a exposição 200 anos de nascimento do Barão de Mauá. Como subtítulo: Influências e confluências. Curadoria: Cecília Camargo e Luciana Senhorelli.

Escrevem os organizadores:

1. A exposição comemora o bicentenário do nascimento de Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá.

2. Apresenta imagens de sua trajetória e influências no desenvolvimento de nossa região, através da construção da ferrovia.

3. A mostra conta ainda com objetos da São Paulo Railway, medalhas, selos e moedas alusivos ao barão.

4. Em paralelo ocorre a exposição de arte postal com artistas de vários países.

NOTAS – A casa bandeirista, sede do Museu Barão de Mauá, por si só é uma beleza. Remonta os tempos coloniais paulistas. A memória oral dizia que ali Irineu Evangelista de Souza chegou a repousar quando da construção da estrada de ferro, na década de 1860. Nunca se comprovou isso.

Na verdade, o fato de dormir ou não na casa, do imóvel ter sido ou não propriedade do barão, nada disso tira a importância do mesmo para a história regional e brasileira. Mais do que tudo, o Barão de Mauá foi o grande empreendedor nacional do século 19, e o fato de dar nome a um município da grandeza de Mauá é a prova maior da sua importância.

Barão de Mauá construiu uma estrada de ferro, a primeira do Estado de São Paulo. O corredor pode transportar a riqueza maior paulista, o café. E ao cruzar o território da Borda do Campo, o Grande ABC dos dias atuais, divulgou nossa região como alternativa econômica importante.

Os antigos falavam da locomotiva Baronesa, dos tempos do barão, como um bem precioso. E a locomotiva está numa das moedas emitidas, no tempo dos mil réis, à sua memória.

O BARÃO EM MAUÁ

Exposição

Quando: hoje, 25

Horário: 19h

Local: Museu Barão de Mauá

Endereço: Avenida Dr. Getúlio Vargas, 276 – Vila Guarani, Mauá
Entrada franca

Gedeone e os quadrinhos

Memória descobre Gedeone Malagola, o desenhista que há 60 anos publicou os primeiros quadrinhos conhecidos num jornal do Grande ABC, no caso, a Folha do Povo. Dois leitores atentos nos repassaram informações sobre este paulista que viveu entre 1924 e 2008: José Carlos Alarca e Marcos Massolini, ambos de São Caetano.

Gedeone trabalhou como roteirista, desenhista e editor de histórias em quadrinhos. Criou muitos personagens, entre os quais o Raio Negro. Versátil, idealizou histórias de suspenses, de terror e infantis. Seus heróis espaciais alcançaram sucesso. Duas criações suas, entre tantas: Hydroman e Homem Lua. E o Capitão Astral, todo pomposo com a sua amada, Eletra.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Sexta-feira, 25 de novembro de 1983 – Ano 26, nº 5374

MANCHETE – Prefeitos da região criticam mini-reforma

EDITORIAL – Dinheiro público é um só; cabe geri-lo bem

ECONOMIA – TRU (Taxa Rodoviária Única) aumenta 120% para os veículos novos.

MOVIMENTO SINDICAL – Motoristas fazem greve que acaba sem acordo.

MAUÁ –A partir de 1984 a cidade poderá ter varejão.

POLÍTICA – Lula inaugura sede do PT em Santo André: Rua Coronel Oliveira Lima, 33, 2º andar.

AUTOMOBILISMO (Ariverson Feltrin) – Escolha bem seu carro. E pechinche. Dá resultado.

EM 25 DE NOVEMBRO DE...

1843 – Manuel Felizardo de Souza e Mello assume a administração da Província de São Paulo.

1928 – Sociedade Beneficente Internacional União Operária, de São Caetano, festeja o 21º aniversário.

1948 – Lançada a Folha do Povo, em Santo André, título de um antigo jornal que aqui circulou entre os anos 1920 e 1930.

1973 – Circula o primeiro número da Gazeta de Rudge Ramos.

HOJE

- Dia Internacional do Doador Voluntário de Sangue

- Dia Internacional da Eliminação da Violência Contra a Mulher

SANTOS DO DIA

- Catarina de Alexandria

- Jocunda

- Mercúrio

Catarina é universalmente venerada. Foi uma jovem de grande beleza e sabedoria. Por divulgar o cristianismo, foi condenada à morte. Morreu no Egito, no ano 305. É a madrinha dos alfarrabistas, enfermeiros, tipógrafos, estudantes, filósofos e moleiros (donos e trabalhadores de moinho).

* Ademir Medici é jornalista e autor de livros sobre a memória do Grande ABC

FALECIMENTOS

SANTO ANDRÉ

Dionídio Rodrigues, 87. Natural de Sarandi (SP). Dia 18. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

José Ribamar Alvarenga, 78. Natural de Grajaú (MA). Dia 21. Cemitério Cristo Redentor, Vila Pires.

Cecília Antonio do Nascimento, 71. Natural de Lagoa Dourada (MG). Dia 20. Cemitério Cristo Redentor, Vila Pires.

Ademir Bufoni, 65. Natural de São Paulo (SP). Dia 16. Cemitério Cristo Redentor, Vila Pires.

Maria das Neves Alves, 62. Natural de Lajeado (PE). Dia 21. Memorial Phoenix.

Benedito Aparecido Bianchini, 60. Natural de Santo André. Dia 20. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

José Brandão de Sousa, 54. Natural de Váarzea de Calda (BA). Dia 13. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Maria de Jesus Pereira Leal, 50. Natural de São Pedro do Piauí (PI). Dia 19. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Edmilson da Silva, 44. Natural de São Caetano. Dia 19. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Crisangela Baltar Alves, 34. Natural de Pindobaçu (BA). Dia 19. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Marcio Dudzevicius, 25. Natural de Santo André. Dia 14. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

SÃO BERNARDO

Manoel Severino da Silva, 81. Natural de Solania (PB). Dia 18. Cemitério dos Casa.

João Abel da Fraga Marques, 72. Natural de Portugal. Dia 21. Jardim da Colina.

Suelen Marques Santos, 13. Natural de São Bernardo. Dia 15. Cemitério dos Casa.

DIADEMA

Suely Miguel Pires, 59. Natural de Belmiro Gouveia (AL). Dia 18. Cemitério Municipal.

MAUÁ

Venina Gomes de Carvalho, 75. Natural de Malacacheta (MG). Dia 18. Cemitério Santa Lídia.

Laudice Vasconcelos, 59. Natural de Ribeiropolis (SE). Dia 20. Parque do Grande ABC.

Leonildo da Cunha Figueiredo, 52. Natural de São Paulo (SP). Dia 17. Cemitério Santa Lídia.

Serviços Funerários: Santo André – 4433-3544; São Bernardo – 4330-4527; Diadema – 4056-1045; Mauá – 4514-7399; Ribeirão Pires – 4828-1436; Rio Grande da Serra – 4820-4353.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mauá celebra o bicentenário do barão

Museu inaugura hoje, às 19h, a exposição 200 anos de nascimento do Barão de Mauá

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

25/11/2013 | 07:00


Casa de Cultura e Museu Barão de Mauá inaugura hoje, às 19h, a exposição 200 anos de nascimento do Barão de Mauá. Como subtítulo: Influências e confluências. Curadoria: Cecília Camargo e Luciana Senhorelli.

Escrevem os organizadores:

1. A exposição comemora o bicentenário do nascimento de Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá.

2. Apresenta imagens de sua trajetória e influências no desenvolvimento de nossa região, através da construção da ferrovia.

3. A mostra conta ainda com objetos da São Paulo Railway, medalhas, selos e moedas alusivos ao barão.

4. Em paralelo ocorre a exposição de arte postal com artistas de vários países.

NOTAS – A casa bandeirista, sede do Museu Barão de Mauá, por si só é uma beleza. Remonta os tempos coloniais paulistas. A memória oral dizia que ali Irineu Evangelista de Souza chegou a repousar quando da construção da estrada de ferro, na década de 1860. Nunca se comprovou isso.

Na verdade, o fato de dormir ou não na casa, do imóvel ter sido ou não propriedade do barão, nada disso tira a importância do mesmo para a história regional e brasileira. Mais do que tudo, o Barão de Mauá foi o grande empreendedor nacional do século 19, e o fato de dar nome a um município da grandeza de Mauá é a prova maior da sua importância.

Barão de Mauá construiu uma estrada de ferro, a primeira do Estado de São Paulo. O corredor pode transportar a riqueza maior paulista, o café. E ao cruzar o território da Borda do Campo, o Grande ABC dos dias atuais, divulgou nossa região como alternativa econômica importante.

Os antigos falavam da locomotiva Baronesa, dos tempos do barão, como um bem precioso. E a locomotiva está numa das moedas emitidas, no tempo dos mil réis, à sua memória.

O BARÃO EM MAUÁ

Exposição

Quando: hoje, 25

Horário: 19h

Local: Museu Barão de Mauá

Endereço: Avenida Dr. Getúlio Vargas, 276 – Vila Guarani, Mauá
Entrada franca

Gedeone e os quadrinhos

Memória descobre Gedeone Malagola, o desenhista que há 60 anos publicou os primeiros quadrinhos conhecidos num jornal do Grande ABC, no caso, a Folha do Povo. Dois leitores atentos nos repassaram informações sobre este paulista que viveu entre 1924 e 2008: José Carlos Alarca e Marcos Massolini, ambos de São Caetano.

Gedeone trabalhou como roteirista, desenhista e editor de histórias em quadrinhos. Criou muitos personagens, entre os quais o Raio Negro. Versátil, idealizou histórias de suspenses, de terror e infantis. Seus heróis espaciais alcançaram sucesso. Duas criações suas, entre tantas: Hydroman e Homem Lua. E o Capitão Astral, todo pomposo com a sua amada, Eletra.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Sexta-feira, 25 de novembro de 1983 – Ano 26, nº 5374

MANCHETE – Prefeitos da região criticam mini-reforma

EDITORIAL – Dinheiro público é um só; cabe geri-lo bem

ECONOMIA – TRU (Taxa Rodoviária Única) aumenta 120% para os veículos novos.

MOVIMENTO SINDICAL – Motoristas fazem greve que acaba sem acordo.

MAUÁ –A partir de 1984 a cidade poderá ter varejão.

POLÍTICA – Lula inaugura sede do PT em Santo André: Rua Coronel Oliveira Lima, 33, 2º andar.

AUTOMOBILISMO (Ariverson Feltrin) – Escolha bem seu carro. E pechinche. Dá resultado.

EM 25 DE NOVEMBRO DE...

1843 – Manuel Felizardo de Souza e Mello assume a administração da Província de São Paulo.

1928 – Sociedade Beneficente Internacional União Operária, de São Caetano, festeja o 21º aniversário.

1948 – Lançada a Folha do Povo, em Santo André, título de um antigo jornal que aqui circulou entre os anos 1920 e 1930.

1973 – Circula o primeiro número da Gazeta de Rudge Ramos.

HOJE

- Dia Internacional do Doador Voluntário de Sangue

- Dia Internacional da Eliminação da Violência Contra a Mulher

SANTOS DO DIA

- Catarina de Alexandria

- Jocunda

- Mercúrio

Catarina é universalmente venerada. Foi uma jovem de grande beleza e sabedoria. Por divulgar o cristianismo, foi condenada à morte. Morreu no Egito, no ano 305. É a madrinha dos alfarrabistas, enfermeiros, tipógrafos, estudantes, filósofos e moleiros (donos e trabalhadores de moinho).

* Ademir Medici é jornalista e autor de livros sobre a memória do Grande ABC

FALECIMENTOS

SANTO ANDRÉ

Dionídio Rodrigues, 87. Natural de Sarandi (SP). Dia 18. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

José Ribamar Alvarenga, 78. Natural de Grajaú (MA). Dia 21. Cemitério Cristo Redentor, Vila Pires.

Cecília Antonio do Nascimento, 71. Natural de Lagoa Dourada (MG). Dia 20. Cemitério Cristo Redentor, Vila Pires.

Ademir Bufoni, 65. Natural de São Paulo (SP). Dia 16. Cemitério Cristo Redentor, Vila Pires.

Maria das Neves Alves, 62. Natural de Lajeado (PE). Dia 21. Memorial Phoenix.

Benedito Aparecido Bianchini, 60. Natural de Santo André. Dia 20. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

José Brandão de Sousa, 54. Natural de Váarzea de Calda (BA). Dia 13. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Maria de Jesus Pereira Leal, 50. Natural de São Pedro do Piauí (PI). Dia 19. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Edmilson da Silva, 44. Natural de São Caetano. Dia 19. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Crisangela Baltar Alves, 34. Natural de Pindobaçu (BA). Dia 19. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Marcio Dudzevicius, 25. Natural de Santo André. Dia 14. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

SÃO BERNARDO

Manoel Severino da Silva, 81. Natural de Solania (PB). Dia 18. Cemitério dos Casa.

João Abel da Fraga Marques, 72. Natural de Portugal. Dia 21. Jardim da Colina.

Suelen Marques Santos, 13. Natural de São Bernardo. Dia 15. Cemitério dos Casa.

DIADEMA

Suely Miguel Pires, 59. Natural de Belmiro Gouveia (AL). Dia 18. Cemitério Municipal.

MAUÁ

Venina Gomes de Carvalho, 75. Natural de Malacacheta (MG). Dia 18. Cemitério Santa Lídia.

Laudice Vasconcelos, 59. Natural de Ribeiropolis (SE). Dia 20. Parque do Grande ABC.

Leonildo da Cunha Figueiredo, 52. Natural de São Paulo (SP). Dia 17. Cemitério Santa Lídia.

Serviços Funerários: Santo André – 4433-3544; São Bernardo – 4330-4527; Diadema – 4056-1045; Mauá – 4514-7399; Ribeirão Pires – 4828-1436; Rio Grande da Serra – 4820-4353.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;