Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Felipão usa jogo com Honduras para fazer mais testes

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


16/11/2013 | 07:30


O penúltimo amistoso da seleção brasileira no ano, neste sábado, a partir das 22h30 (horário de Brasília), em Miami, contra Honduras, pode servir para Luiz Felipe Scolari fazer mais algumas obervações visando à formação do grupo para a Copa do Mundo. Ele vai testar jogadores, como o goleiro Victor, escalado como titular, e o meia-atacante Willian, que, convocado pela primeira vez pelo treinador, tem boa chance de entrar durante a partida.

Felipão não poderá escalar o lateral-direito Daniel Alves (dor na panturrilha direita) e o zagueiro Thiago Silva (contratura na coxa esquerda). Maicon e Dante serão os substitutos, mas o treinador está mais interessado nos testes que pretende fazer no amistoso.

Inicialmente, ele pensou em começar o amistoso contra Honduras com Lucas Leiva de volante e Willian no ataque. Eles foram titulares no primeiro treino da seleção em Miami. "Mas não gostei e modifiquei. Ontem (quinta-feira) gostei da equipe que começou o treino (com Luiz Gustavo e Bernard) e a tendência é fazer modificações no decorrer do jogo", explicou Felipão.

É quase certo que Willian, que o treinador dizia querer observar desde o fim da Copa das Confederações, vá a campo neste sábado. Mas Robinho, também chamado por Felipão pela primeira vez, dependerá do andamento da partida, apesar de se entender bem com Neymar. Sua chance pode ficar para o amistoso contra o Chile, terça-feira, em Toronto, no Canadá. O mesmo pode ocorrer com outro novato, o zagueiro Marquinhos.

Enquanto isso, Victor está confirmado no gol. "Quero observá-lo. Tenho mais um jogador para a minha lista de nomes e possibilidades. Temos o Willian, o Marquinhos... Quero ver ainda se o sistema tático está realmente consolidado. Vou observar a reação desses jogadores", disse o treinador. "Tenho também o Robinho. Quero vê-lo mais centralizado no ataque", acrescentou Felipão, que tem más recordações de Honduras - ele era o comandante da seleção brasileira que foi eliminada da Copa América de 2001 ao perder para os hondurenhos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Felipão usa jogo com Honduras para fazer mais testes


16/11/2013 | 07:30


O penúltimo amistoso da seleção brasileira no ano, neste sábado, a partir das 22h30 (horário de Brasília), em Miami, contra Honduras, pode servir para Luiz Felipe Scolari fazer mais algumas obervações visando à formação do grupo para a Copa do Mundo. Ele vai testar jogadores, como o goleiro Victor, escalado como titular, e o meia-atacante Willian, que, convocado pela primeira vez pelo treinador, tem boa chance de entrar durante a partida.

Felipão não poderá escalar o lateral-direito Daniel Alves (dor na panturrilha direita) e o zagueiro Thiago Silva (contratura na coxa esquerda). Maicon e Dante serão os substitutos, mas o treinador está mais interessado nos testes que pretende fazer no amistoso.

Inicialmente, ele pensou em começar o amistoso contra Honduras com Lucas Leiva de volante e Willian no ataque. Eles foram titulares no primeiro treino da seleção em Miami. "Mas não gostei e modifiquei. Ontem (quinta-feira) gostei da equipe que começou o treino (com Luiz Gustavo e Bernard) e a tendência é fazer modificações no decorrer do jogo", explicou Felipão.

É quase certo que Willian, que o treinador dizia querer observar desde o fim da Copa das Confederações, vá a campo neste sábado. Mas Robinho, também chamado por Felipão pela primeira vez, dependerá do andamento da partida, apesar de se entender bem com Neymar. Sua chance pode ficar para o amistoso contra o Chile, terça-feira, em Toronto, no Canadá. O mesmo pode ocorrer com outro novato, o zagueiro Marquinhos.

Enquanto isso, Victor está confirmado no gol. "Quero observá-lo. Tenho mais um jogador para a minha lista de nomes e possibilidades. Temos o Willian, o Marquinhos... Quero ver ainda se o sistema tático está realmente consolidado. Vou observar a reação desses jogadores", disse o treinador. "Tenho também o Robinho. Quero vê-lo mais centralizado no ataque", acrescentou Felipão, que tem más recordações de Honduras - ele era o comandante da seleção brasileira que foi eliminada da Copa América de 2001 ao perder para os hondurenhos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;