Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 29 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Presidente do BNDES rebate denúncias contra o FAT


Do Diário do Grande ABC

08/06/2000 | 11:09


O presidente do BNDES, Francisco Gros iniciou nesta manha sua exposiçao na Comissao de Fiscalizaçao Financeira e Controle da Câmara para rebater denúncias de que o banco teria usado recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) no financiamento do programa de privatizaçao de empresas estatais. Segundo Gros, o BNDES tem financiado apenas investimentos de empresas de controle estrangeiro com recursos do FAT, desde que sejam fortes geradoras de emprego.

Nos últimos cinco anos, segundo o presidente do BNDES, o banco concedeu financiamento a empresas de controle estrangeiro no valor de R$ 3,5 bilhoes, o que representa 4,6% do total desembolsado. Até agora, de acordo com dados do BNDES, o programa de privatizaçao arrecadou US$ 91,113 bilhoes. O valor financiado pelo BNDES para a privatizaçao foi de US$ 3,593 bilhoes, 4% do total. Desse total, 38% foram direcionados às empresas estrangeiras. Segundo dados do banco, das 126 empresas privatizadas, o BNDES só atuou como financiador na venda de 18. Além de tentar provar que os recursos do FAT nao foram usados para o financiamento de privatizaçoes, Francisco Gros pretende também, em sua participaçao hoje, na comissao, uma reaproximaçao do banco com o Congresso Nacional. Segundo recente pesquisa do Ibope com 112 parlamentares, entre deputados e senadores, mais de 50% deles desconhecem o papel do BNDES.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presidente do BNDES rebate denúncias contra o FAT

Do Diário do Grande ABC

08/06/2000 | 11:09


O presidente do BNDES, Francisco Gros iniciou nesta manha sua exposiçao na Comissao de Fiscalizaçao Financeira e Controle da Câmara para rebater denúncias de que o banco teria usado recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) no financiamento do programa de privatizaçao de empresas estatais. Segundo Gros, o BNDES tem financiado apenas investimentos de empresas de controle estrangeiro com recursos do FAT, desde que sejam fortes geradoras de emprego.

Nos últimos cinco anos, segundo o presidente do BNDES, o banco concedeu financiamento a empresas de controle estrangeiro no valor de R$ 3,5 bilhoes, o que representa 4,6% do total desembolsado. Até agora, de acordo com dados do BNDES, o programa de privatizaçao arrecadou US$ 91,113 bilhoes. O valor financiado pelo BNDES para a privatizaçao foi de US$ 3,593 bilhoes, 4% do total. Desse total, 38% foram direcionados às empresas estrangeiras. Segundo dados do banco, das 126 empresas privatizadas, o BNDES só atuou como financiador na venda de 18. Além de tentar provar que os recursos do FAT nao foram usados para o financiamento de privatizaçoes, Francisco Gros pretende também, em sua participaçao hoje, na comissao, uma reaproximaçao do banco com o Congresso Nacional. Segundo recente pesquisa do Ibope com 112 parlamentares, entre deputados e senadores, mais de 50% deles desconhecem o papel do BNDES.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;