Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Premiê japonês define derrota em eleiçoes como 'fracasso'


Do Diário do Grande ABC

26/06/2000 | 10:43


As eleiçoes legislativas japonesas deste domingo colocaram em evidência o abismo existente entre o eleitorado urbano, ansioso por mudanças, e o rural, que permitiu ao conservador Partido Liberal Democrata (PLD) manter o poder no país. ``Um verdadeiro fracasso'': foi assim que o primeiro-ministro Yoshiro Mori definiu a derrota do PLD em Tóquio e na regiao vizinha de Saitama.

O partido quase-hegemônico da política japonesa sofreu uma grande perda de votos nas 25 regioes eleitorais do distrito de Tóquio, obtendo apenas oito dos 13 do Partido Democrático (PDJ), principal formaçao de oposiçao. Este fracasso foi simbolizado pela derrota do ministro do Comércio e da Indústria, Takashi Fukaya, em uma zona onde havia sido eleito sem interrupçao desde 1972.

A derrota ainda é mais evidente se analisados os votos emitidos proporcionalmene. A coalizao que dirige o PLD, integrada pel Partido Novo Komeito (budista) e o NOvo Conservador (NC) obteve, em Tóquio, 19,5% dos votos frente aos 29% do Partido Democrático.

As outras grandes aglomeraçoes, Osaka e Nagoya, também lançaram uma séria advertência ao poder, de modo que Mori disse que o PLD deverá refletir sobre ``a eleiçao dos candidatos e a maneira de basear-se mais na vida comunitária''.

Mas felizmente para o partido de Mori, o voto rural foi a salvaçao. Na regiao de Chigoku, no Oeste, o PLD conseguiu 18 das 21 zonas. Em Gunma, a 100 km de Tóquio, 80% dos eleitores votaram na novata Yuko Obuchi, de 26 anos, para prestar homenagem a seu pai recentemente falecido, o primeiro-ministro Keizo Obuchi.

Esta vitória ilustra a influência do PLD nos meios rurais, onde uma das principais funçoes dos deputados consiste em conceder uma parte das enormes somas que o poder central dedica às obras de grande envergadura, seja para a construçao de uma ponte, de uma sala de espetáculos ou de uma ferrovia de alta velocidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Premiê japonês define derrota em eleiçoes como 'fracasso'

Do Diário do Grande ABC

26/06/2000 | 10:43


As eleiçoes legislativas japonesas deste domingo colocaram em evidência o abismo existente entre o eleitorado urbano, ansioso por mudanças, e o rural, que permitiu ao conservador Partido Liberal Democrata (PLD) manter o poder no país. ``Um verdadeiro fracasso'': foi assim que o primeiro-ministro Yoshiro Mori definiu a derrota do PLD em Tóquio e na regiao vizinha de Saitama.

O partido quase-hegemônico da política japonesa sofreu uma grande perda de votos nas 25 regioes eleitorais do distrito de Tóquio, obtendo apenas oito dos 13 do Partido Democrático (PDJ), principal formaçao de oposiçao. Este fracasso foi simbolizado pela derrota do ministro do Comércio e da Indústria, Takashi Fukaya, em uma zona onde havia sido eleito sem interrupçao desde 1972.

A derrota ainda é mais evidente se analisados os votos emitidos proporcionalmene. A coalizao que dirige o PLD, integrada pel Partido Novo Komeito (budista) e o NOvo Conservador (NC) obteve, em Tóquio, 19,5% dos votos frente aos 29% do Partido Democrático.

As outras grandes aglomeraçoes, Osaka e Nagoya, também lançaram uma séria advertência ao poder, de modo que Mori disse que o PLD deverá refletir sobre ``a eleiçao dos candidatos e a maneira de basear-se mais na vida comunitária''.

Mas felizmente para o partido de Mori, o voto rural foi a salvaçao. Na regiao de Chigoku, no Oeste, o PLD conseguiu 18 das 21 zonas. Em Gunma, a 100 km de Tóquio, 80% dos eleitores votaram na novata Yuko Obuchi, de 26 anos, para prestar homenagem a seu pai recentemente falecido, o primeiro-ministro Keizo Obuchi.

Esta vitória ilustra a influência do PLD nos meios rurais, onde uma das principais funçoes dos deputados consiste em conceder uma parte das enormes somas que o poder central dedica às obras de grande envergadura, seja para a construçao de uma ponte, de uma sala de espetáculos ou de uma ferrovia de alta velocidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;