Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

15 cancelamentos de séries que agitaram a internet

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Marcella Blass
Do 33Giga

02/09/2020 | 09:48


Há alguns anos, era muito mais comum que as séries tivessem longa duração – a exemplo de Grey’s Anatomy e Supernatural, que estão há mais de dez anos no ar. Já as novas produções não têm a mesma sorte, e tendem a ser canceladas sem dó pelos canais e serviços de streaming quando a audiência não atinge o esperado.

Mas o fato de uma série ficar abaixo das expectativas dos distribuidores não significa que ela não conquistou seus fãs. É por isso que, quando uma produção é cancelada (com ou sem um final digno), as pessoas vão às redes sociais, criam petições online e fazem várias outras ações de engajamento para tentar salvar suas histórias preferidas.

A seguir, o 33Giga destaca 15 séries que foram canceladas e causaram grande comoção na internet. Confira:

Leia mais:
Streaming de vídeo: as principais estreias em setembro
TV a cabo na internet: veja opções de streaming a partir de R$ 9,90

Everything Sucks

Este cancelamento da Netflix pegou os fãs e os críticos de surpresa. A série, ambientada nos anos 90, acompanhava um grupo de adolescentes e os dilemas de crescimento, sexualidade e saúde mental comuns à juventude. Apesar de ter conquistado notas altas da mídia especializada e uma legião de fãs, a série foi cancelada após o fim de sua primeira temporada. Além do público, os produtores e o elenco se engajaram em uma campanha para que o serviço de streaming renovasse a produção, mas não foi o suficiente para salvá-la.

The Killing

O curioso dessa produção é que ela não foi cancelada apenas uma, mas três vezes. Em 2012, o canal AMC cancelou a série após duas temporadas. Quando isso aconteceu, os produtores começaram a negociar uma nova temporada com a Netflix, o que fez o canal original voltar atrás e encomendar mais episódios. Mas a nova temporada não atingiu as expectativas em relação à audiência e foi cancelada mais uma vez em 2013. Foi aí que a Netflix decidiu dar uma nova chance ao título, desenvolvendo mais alguns episódios antes de cancelar a produção novamente em 2019. Nesse vai e vem, quem sofreu mais foram os fãs, que já não sabiam mais o que estava acontecendo.

The OA

A série foi cancelada em seu ponto alto e com dezenas de acontecimentos sem explicação, o que deixou a internet maluca – tem gente que até hoje acredita que o cancelamento é uma jogada de marketing e a série vai voltar a qualquer momento. O enceramento da produção pegou todo mundo de surpresa, já que os criadores tinham destacado que o plano para fechar a jornada dos personagens envolvia cinco temporadas. Segundo a Netflix, o projeto foi encerrado porque era caro demais e não dava o retorno esperado. Na hashtag #SaveTheOA, no Twitter, dá para perceber que a galera não vai se conformar tão cedo com o fim dessa história.

Sense8

A série foi cancelada pela Netflix enquanto ainda era viral, o que deixou os fãs muito comovidos. Isso se deu porque a trama abordava temas importantes, como questões étnicas, diversidade e temática LGBTQ+. A comoção online foi tanta que uma petição online organizada pelos fãs chamou a atenção do serviço de streaming, que decidiu gravar um especial de encerramento com duas horas de duração, dando um fim digno para os personagens.

The Get Down

Lançada em 2016, a série musical trouxe para o catálogo da Netflix a Nova York dos anos 1970 como a origem do movimento Hip Hop e da música Disco. Além de música, dança e arte, a produção tocava em assuntos importantes como política e religião. E apesar de ter conquistado muitos fãs que ficaram encantados com a temática, os personagens e a história que foi contada, ela foi cancelada pelo serviço de streaming após a primeira  temporada.

Cavaleiros do Zodíaco: The Lost Canvas

Cavaleiros do Zodíaco: The Lost Canvas é um spin-off do aclamado anime Cavaleiros do Zodíaco. A série, contudo, foi cancelada no meio de sua aventura – provavelmente por questões jurídicas entre as produtoras envolvidas – e deixou o público revoltado. Em busca de um final digno para a produção, o brasileiro Cristopher Vieira criou uma petição para pressionar os criadores (ou outras produtoras, como a Netflix) a desenvolver os episódios que faltam para fechar a história.

Anne With An E

A decisão da Netflix de cancelar a série deu o que falar na internet. Oito meses após o anúncio do fim da trama, uma petição online atingiu a marca de 1 milhão de assinaturas cobrando a produção de uma quarta temporada – você pode assiná-la neste link. O título encantou os fãs com sua história emocionante e o debate a respeito de temáticas como questões LGBTQ+, lutas raciais e feminismo na virada dos anos 1900.

One Day At a Time

Quando o anuncio oficial do cancelamento de One Day At a Time chegou a público, as reações negativas não vieram apenas dos fãs, mas também do elenco e de críticos e jornalistas – que fizeram vários artigos com razões pelas quais a série deveria ser salva. O barulho foi suficiente para a produção ser renovada pela Sony Pictures Television e o canal a cabo PopTV, no qual a série ganhou mais uma temporada.

Marianne

A série francesa de terror foi cancelada após uma temporada. A produção teve uma resposta legal do público e boas críticas na mídia especializada – além de ter recebido elogios de ninguém menos que o autor americano Stephen King. Mas isso não foi suficiente para que a história ganhasse continuação, mesmo após desfecho surpreendente do último episódio.

Veja também:
50 séries que foram canceladas em 2020
50 séries que foram renovadas em 2020

Santa Clarita Diet

Outra baixa da Netflix, Santa Clarita Diet teve três temporadas antes de ser cancelada. A notícia pegou não apenas os fãs de surpresa, mas a equipe e o elenco – entre eles grandes nomes como Drew Barrymore e Tim Olyphant. O serviço de streaming nunca se manifestou a respeito do motivo exato do encerramento da série, fato que deixa muita gente nervosa até hoje.

Lucifer

Após três longas temporadas, o Canal Fox decidiu encerrar a série. A decisão, a repercussão nas redes sociais e o adeus emocionado do elenco, contudo, chamou a atenção da Netflix, que renovou a produção por mais duas temporadas. Apesar de não se estender muito, a nova casa deu aos fãs a oportunidade de conferir o fim da história do diabo moderno.

I am Not Ok With This e The Society

As duas séries foram canceladas em uma tacada só pela Netflix após suas primeiras temporadas. Além de revoltados, os fãs ficaram muito confusos, já que as séries haviam sido renovadas pelo serviço de streaming há pouco tempo e as produções já estavam em andamento. Em um comunicado, a empresa afirmou que essa decisão foi tomada por conta da pandemia de covid-19 e suas consequências.

Glee

Glee tem uma legião de fãs nostálgicos, que foram às lágrimas quando o último episódio foi ao ar, em 2015. O fim da série, contudo, divide opiniões. Há quem diga que, apesar de abordar temas importantes e necessários, a trama já tinha atingido seu auge e precisava acabar. Já os fãs mais saudosistas ainda não aceitam muito bem a despedida após seis temporadas.

Insatiable

Diferentemente dos outros títulos desta lista, a internet comemorou o cancelamento de Insatiable. Isso porque, mesmo antes do lançamento da primeira temporada no catálogo da Netflix, milhares de pessoas assinaram uma petição online para impedir que a produção fosse ao ar. A série foi acusada de gordofobia e de reforçar padrões de beleza tóxicos, recebendo ainda críticas bastante negativas da mídia especializada, com uma nota 24 (de 100) no Metacritic.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

15 cancelamentos de séries que agitaram a internet

Marcella Blass
Do 33Giga

02/09/2020 | 09:48


Há alguns anos, era muito mais comum que as séries tivessem longa duração – a exemplo de Grey’s Anatomy e Supernatural, que estão há mais de dez anos no ar. Já as novas produções não têm a mesma sorte, e tendem a ser canceladas sem dó pelos canais e serviços de streaming quando a audiência não atinge o esperado.

Mas o fato de uma série ficar abaixo das expectativas dos distribuidores não significa que ela não conquistou seus fãs. É por isso que, quando uma produção é cancelada (com ou sem um final digno), as pessoas vão às redes sociais, criam petições online e fazem várias outras ações de engajamento para tentar salvar suas histórias preferidas.

A seguir, o 33Giga destaca 15 séries que foram canceladas e causaram grande comoção na internet. Confira:

Leia mais:
Streaming de vídeo: as principais estreias em setembro
TV a cabo na internet: veja opções de streaming a partir de R$ 9,90

Everything Sucks

Este cancelamento da Netflix pegou os fãs e os críticos de surpresa. A série, ambientada nos anos 90, acompanhava um grupo de adolescentes e os dilemas de crescimento, sexualidade e saúde mental comuns à juventude. Apesar de ter conquistado notas altas da mídia especializada e uma legião de fãs, a série foi cancelada após o fim de sua primeira temporada. Além do público, os produtores e o elenco se engajaram em uma campanha para que o serviço de streaming renovasse a produção, mas não foi o suficiente para salvá-la.

The Killing

O curioso dessa produção é que ela não foi cancelada apenas uma, mas três vezes. Em 2012, o canal AMC cancelou a série após duas temporadas. Quando isso aconteceu, os produtores começaram a negociar uma nova temporada com a Netflix, o que fez o canal original voltar atrás e encomendar mais episódios. Mas a nova temporada não atingiu as expectativas em relação à audiência e foi cancelada mais uma vez em 2013. Foi aí que a Netflix decidiu dar uma nova chance ao título, desenvolvendo mais alguns episódios antes de cancelar a produção novamente em 2019. Nesse vai e vem, quem sofreu mais foram os fãs, que já não sabiam mais o que estava acontecendo.

The OA

A série foi cancelada em seu ponto alto e com dezenas de acontecimentos sem explicação, o que deixou a internet maluca – tem gente que até hoje acredita que o cancelamento é uma jogada de marketing e a série vai voltar a qualquer momento. O enceramento da produção pegou todo mundo de surpresa, já que os criadores tinham destacado que o plano para fechar a jornada dos personagens envolvia cinco temporadas. Segundo a Netflix, o projeto foi encerrado porque era caro demais e não dava o retorno esperado. Na hashtag #SaveTheOA, no Twitter, dá para perceber que a galera não vai se conformar tão cedo com o fim dessa história.

Sense8

A série foi cancelada pela Netflix enquanto ainda era viral, o que deixou os fãs muito comovidos. Isso se deu porque a trama abordava temas importantes, como questões étnicas, diversidade e temática LGBTQ+. A comoção online foi tanta que uma petição online organizada pelos fãs chamou a atenção do serviço de streaming, que decidiu gravar um especial de encerramento com duas horas de duração, dando um fim digno para os personagens.

The Get Down

Lançada em 2016, a série musical trouxe para o catálogo da Netflix a Nova York dos anos 1970 como a origem do movimento Hip Hop e da música Disco. Além de música, dança e arte, a produção tocava em assuntos importantes como política e religião. E apesar de ter conquistado muitos fãs que ficaram encantados com a temática, os personagens e a história que foi contada, ela foi cancelada pelo serviço de streaming após a primeira  temporada.

Cavaleiros do Zodíaco: The Lost Canvas

Cavaleiros do Zodíaco: The Lost Canvas é um spin-off do aclamado anime Cavaleiros do Zodíaco. A série, contudo, foi cancelada no meio de sua aventura – provavelmente por questões jurídicas entre as produtoras envolvidas – e deixou o público revoltado. Em busca de um final digno para a produção, o brasileiro Cristopher Vieira criou uma petição para pressionar os criadores (ou outras produtoras, como a Netflix) a desenvolver os episódios que faltam para fechar a história.

Anne With An E

A decisão da Netflix de cancelar a série deu o que falar na internet. Oito meses após o anúncio do fim da trama, uma petição online atingiu a marca de 1 milhão de assinaturas cobrando a produção de uma quarta temporada – você pode assiná-la neste link. O título encantou os fãs com sua história emocionante e o debate a respeito de temáticas como questões LGBTQ+, lutas raciais e feminismo na virada dos anos 1900.

One Day At a Time

Quando o anuncio oficial do cancelamento de One Day At a Time chegou a público, as reações negativas não vieram apenas dos fãs, mas também do elenco e de críticos e jornalistas – que fizeram vários artigos com razões pelas quais a série deveria ser salva. O barulho foi suficiente para a produção ser renovada pela Sony Pictures Television e o canal a cabo PopTV, no qual a série ganhou mais uma temporada.

Marianne

A série francesa de terror foi cancelada após uma temporada. A produção teve uma resposta legal do público e boas críticas na mídia especializada – além de ter recebido elogios de ninguém menos que o autor americano Stephen King. Mas isso não foi suficiente para que a história ganhasse continuação, mesmo após desfecho surpreendente do último episódio.

Veja também:
50 séries que foram canceladas em 2020
50 séries que foram renovadas em 2020

Santa Clarita Diet

Outra baixa da Netflix, Santa Clarita Diet teve três temporadas antes de ser cancelada. A notícia pegou não apenas os fãs de surpresa, mas a equipe e o elenco – entre eles grandes nomes como Drew Barrymore e Tim Olyphant. O serviço de streaming nunca se manifestou a respeito do motivo exato do encerramento da série, fato que deixa muita gente nervosa até hoje.

Lucifer

Após três longas temporadas, o Canal Fox decidiu encerrar a série. A decisão, a repercussão nas redes sociais e o adeus emocionado do elenco, contudo, chamou a atenção da Netflix, que renovou a produção por mais duas temporadas. Apesar de não se estender muito, a nova casa deu aos fãs a oportunidade de conferir o fim da história do diabo moderno.

I am Not Ok With This e The Society

As duas séries foram canceladas em uma tacada só pela Netflix após suas primeiras temporadas. Além de revoltados, os fãs ficaram muito confusos, já que as séries haviam sido renovadas pelo serviço de streaming há pouco tempo e as produções já estavam em andamento. Em um comunicado, a empresa afirmou que essa decisão foi tomada por conta da pandemia de covid-19 e suas consequências.

Glee

Glee tem uma legião de fãs nostálgicos, que foram às lágrimas quando o último episódio foi ao ar, em 2015. O fim da série, contudo, divide opiniões. Há quem diga que, apesar de abordar temas importantes e necessários, a trama já tinha atingido seu auge e precisava acabar. Já os fãs mais saudosistas ainda não aceitam muito bem a despedida após seis temporadas.

Insatiable

Diferentemente dos outros títulos desta lista, a internet comemorou o cancelamento de Insatiable. Isso porque, mesmo antes do lançamento da primeira temporada no catálogo da Netflix, milhares de pessoas assinaram uma petição online para impedir que a produção fosse ao ar. A série foi acusada de gordofobia e de reforçar padrões de beleza tóxicos, recebendo ainda críticas bastante negativas da mídia especializada, com uma nota 24 (de 100) no Metacritic.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;