Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Volks vai produzir novo Polo na planta de São Bernardo

Montagem/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Anúncio está programado para quinta-feira, em
reunião de diretores com o prefeito, na Alemanha


Raphael Rocha
do Diário do Grande ABC

20/06/2017 | 07:00


A Volkswagen vai confirmar nesta semana que o novo Polo será construído na planta de São Bernardo. O anúncio está programado para quinta-feira, durante reunião dos diretores da matriz da empresa, na Alemanha, com o prefeito Orlando Morando (PSDB).

O Diário já havia antecipado, em janeiro, que a empresa iria produzir carro da família Gol na fábrica do Grande ABC. À época, a informação foi confirmada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, mas ainda não se sabia qual veículo específico iria entrar na linha de produção da Via Anchieta.

O novo Polo – a sexta geração da marca – foi apresentado oficialmente na sexta-feira pela Volks alemã. A companhia não quis falar em valores e o local onde seria fabricado o modelo. No mundo, conforme a Volkswagen, 16 milhões de unidades do Polo foram vendidas anteriormente.

Morando evitou comentar especificamente sobre veículo a ser produzido em São Bernardo, mas confirmou a informação de que “haverá uma produção de novo carro” na cidade. “A Volkswagen tem a cara de São Bernardo e vamos para a Alemanha com intuito de estreitar o relacionamento. Vamos debater também a ampliação e o fortalecimento da montadora em São Bernardo. É a maior geradora de empregos da cidade.”

Atualmente, na Volks da Anchieta existem 9.163 trabalhadores. A empresa também é a maior pagadora de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) do município, além de ser vital, para a Prefeitura, na arrecadação de ISS (Imposto Sobre Serviços) direta e indireta – há uma cadeia de empresas em torno da Volks, como autopeças e serviços de transporte.

A comitiva de São Bernardo parte hoje à noite rumo à Alemanha – às 12h30, Morando transmite o cargo para o vice, Marcelo Lima (SD), que também exerce função de secretário de Serviços Urbanos. Secretários de Desenvolvimento Econômico, Hiroyuki Minami (PSDB), e de Comunicação, Thais Santiago, acompanharão o prefeito na visita à matriz da Volks, em Wolfsburg, Centro-Norte da Alemanha.

Morando relatou que esteve ontem com o presidente da empresa no Brasil, David Powels, justamente para falar sobre como o poder público pode auxiliar a montadora no momento de crise. No começo de seu mandato, o tucano esteve na planta da Via Anchieta também para se colocar à disposição.

Assim como toda cadeia automotiva, a Volkswagen sentiu os efeitos da instabilidade econômica brasileira dos últimos anos. Em 2016, por exemplo, houve abertura de PDV (Programa de Demissão Voluntária), que contou com a adesão de 1.337 profissionais. Outros 5.600 funcionários ficaram no começo do ano em regime de PPE (Programa de Proteção ao Emprego), com salários reduzidos em 10% e jornada diminuída em 20%.

Na planta da Via Anchieta, atualmente, são produzidos os modelos Saveiro e Gol – além do Jetta, que já vem pintado e é apenas montado. Nos últimos anos, em São Bernardo eram fabricados também a Kombi, o Gol G4 e o Polo.

O novo Polo seria fabricado sob o conceito de MQB, plataforma modular que permite produzir mesma base para diferentes carrocerias. Essa concepção possibilita que as unidades construídas no País possam ser vendidas pelo mundo, uma vez que o MQB elimina diferenças entre as estruturas feitas em outras partes do planeta.

Em novembro, Powels anunciou que a Volks iria investir R$ 7 bilhões até 2020 no Brasil. O aporte se destinaria principalmente à fabricação de quatro modelos da marca no País. “As fábricas receberão investimento e serão modernizadas”, disse ele, à época, durante o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo de 2016. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Volks vai produzir novo Polo na planta de São Bernardo

Anúncio está programado para quinta-feira, em
reunião de diretores com o prefeito, na Alemanha

Raphael Rocha
do Diário do Grande ABC

20/06/2017 | 07:00


A Volkswagen vai confirmar nesta semana que o novo Polo será construído na planta de São Bernardo. O anúncio está programado para quinta-feira, durante reunião dos diretores da matriz da empresa, na Alemanha, com o prefeito Orlando Morando (PSDB).

O Diário já havia antecipado, em janeiro, que a empresa iria produzir carro da família Gol na fábrica do Grande ABC. À época, a informação foi confirmada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, mas ainda não se sabia qual veículo específico iria entrar na linha de produção da Via Anchieta.

O novo Polo – a sexta geração da marca – foi apresentado oficialmente na sexta-feira pela Volks alemã. A companhia não quis falar em valores e o local onde seria fabricado o modelo. No mundo, conforme a Volkswagen, 16 milhões de unidades do Polo foram vendidas anteriormente.

Morando evitou comentar especificamente sobre veículo a ser produzido em São Bernardo, mas confirmou a informação de que “haverá uma produção de novo carro” na cidade. “A Volkswagen tem a cara de São Bernardo e vamos para a Alemanha com intuito de estreitar o relacionamento. Vamos debater também a ampliação e o fortalecimento da montadora em São Bernardo. É a maior geradora de empregos da cidade.”

Atualmente, na Volks da Anchieta existem 9.163 trabalhadores. A empresa também é a maior pagadora de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) do município, além de ser vital, para a Prefeitura, na arrecadação de ISS (Imposto Sobre Serviços) direta e indireta – há uma cadeia de empresas em torno da Volks, como autopeças e serviços de transporte.

A comitiva de São Bernardo parte hoje à noite rumo à Alemanha – às 12h30, Morando transmite o cargo para o vice, Marcelo Lima (SD), que também exerce função de secretário de Serviços Urbanos. Secretários de Desenvolvimento Econômico, Hiroyuki Minami (PSDB), e de Comunicação, Thais Santiago, acompanharão o prefeito na visita à matriz da Volks, em Wolfsburg, Centro-Norte da Alemanha.

Morando relatou que esteve ontem com o presidente da empresa no Brasil, David Powels, justamente para falar sobre como o poder público pode auxiliar a montadora no momento de crise. No começo de seu mandato, o tucano esteve na planta da Via Anchieta também para se colocar à disposição.

Assim como toda cadeia automotiva, a Volkswagen sentiu os efeitos da instabilidade econômica brasileira dos últimos anos. Em 2016, por exemplo, houve abertura de PDV (Programa de Demissão Voluntária), que contou com a adesão de 1.337 profissionais. Outros 5.600 funcionários ficaram no começo do ano em regime de PPE (Programa de Proteção ao Emprego), com salários reduzidos em 10% e jornada diminuída em 20%.

Na planta da Via Anchieta, atualmente, são produzidos os modelos Saveiro e Gol – além do Jetta, que já vem pintado e é apenas montado. Nos últimos anos, em São Bernardo eram fabricados também a Kombi, o Gol G4 e o Polo.

O novo Polo seria fabricado sob o conceito de MQB, plataforma modular que permite produzir mesma base para diferentes carrocerias. Essa concepção possibilita que as unidades construídas no País possam ser vendidas pelo mundo, uma vez que o MQB elimina diferenças entre as estruturas feitas em outras partes do planeta.

Em novembro, Powels anunciou que a Volks iria investir R$ 7 bilhões até 2020 no Brasil. O aporte se destinaria principalmente à fabricação de quatro modelos da marca no País. “As fábricas receberão investimento e serão modernizadas”, disse ele, à época, durante o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo de 2016. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;