Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Austrália debate elevar teto da dívida



20/11/2013 | 03:27


O Secretário do Tesouro da Austrália, Martin Parkinson, está apoiando o plano do governo em elevar o teto da dívida para 500 bilhões de dólares australianos. Para ele, esse seria um passo prudente, já que a dívida deve atingir um pico significativamente acima da projeção de 370 bilhões de dólares australianos.

Parkinson afirmou que desde as projeções econômicas e fiscais feitas antes das eleições, o cenário para investimentos em recursos naturais piorou, apesar do cenário excluindo o setor de mineração ter se fortalecido ligeiramente.

Isso sugere receitas e um Produto Interno Bruto (PIB) nominal menores. E, do jeito que o cenário está, o PIB nominal futuro também deverá ser mais fraco, o que aumentará a dívida do governo, disse o Secretário do Tesouro a um comitê do Senado. Fonte: Market News International.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Austrália debate elevar teto da dívida


20/11/2013 | 03:27


O Secretário do Tesouro da Austrália, Martin Parkinson, está apoiando o plano do governo em elevar o teto da dívida para 500 bilhões de dólares australianos. Para ele, esse seria um passo prudente, já que a dívida deve atingir um pico significativamente acima da projeção de 370 bilhões de dólares australianos.

Parkinson afirmou que desde as projeções econômicas e fiscais feitas antes das eleições, o cenário para investimentos em recursos naturais piorou, apesar do cenário excluindo o setor de mineração ter se fortalecido ligeiramente.

Isso sugere receitas e um Produto Interno Bruto (PIB) nominal menores. E, do jeito que o cenário está, o PIB nominal futuro também deverá ser mais fraco, o que aumentará a dívida do governo, disse o Secretário do Tesouro a um comitê do Senado. Fonte: Market News International.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;