Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Praça ganha novo teatro hoje



13/04/2009 | 07:04


Desde o início da revitalização da Praça Roosevelt, há seis anos, o endereço, hoje parte do circuito teatral da cidade, concentra seis espaços culturais e hoje à noite realiza a inauguração, com festa para convidados, do sétimo - o Miniteatro, na altura do número 108, bem próximo ao Satyros 2, antigo Teatro X.

A fachada colorida não chega a chamar a atenção das pessoas que passam apressadas pela calçada da Roosevelt pela manhã, horário propício para ensaios, não para sessões teatrais. A dramaturga Marília Toledo faz força para levantar a porta de ferro, semelhante a essas de armazém, do espaço que servirá de sede para a Cia. Da Revista, fundada por ela e pelo diretor Kleber Montanheiro. Depois de apreciar as imagens e esculturas coloridas na parede do diminuto hall de entrada, o olhar é atraído pela disposição dos assentos no térreo do Miniteatro.

"Para melhor aproveitar o espaço, comprido e estreito, criamos esses módulos de madeira que permitem diferentes usos", explica Marília. São blocos quadrados de madeira de dois tamanhos que se transmutam do formato de arquibancada tradicional para o de mesinhas de bar no estilo cabaré com apenas alguns movimentos da dupla Marília e Kleber.

Não é diferente na sala superior, onde cadeiras repousam sobre praticáveis apoiados sobre pequenas rodas.

O espectador curioso terá o que apreciar no espaço para além da programação teatral. O hall superior vai abrigar uma peça de grande valor histórico: a primeira mesa de luz do famoso Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), doada pelo produtor Leo de Leo. Das escadas será possível apreciar ainda uma instalação de Guto Lacaz criada especialmente para o local, intitulada Meio Relógio.

No térreo, há ainda um pequeno bar, toaletes, e um gongo para anunciar o início da sessão. Marília Toledo aponta outro aspecto, aparentemente simples, porém motivo de celebração para qualquer grupo teatral: a alegria de ter um espaço para ensaiar.

Um Monge no Divã será a primeira montagem da Cia. Da Revista criada já no novo espaço e com estreia prevista para maio. Mas a programação, para o público, começa bem antes, com as reestreias de Bem Aventurados os Anjos Que Dormem, na sexta-feira, meia-noite, e A Odisséia de Arlequino, da série clássicos para crianças, no domingo, às 16h. Ambos têm dramaturgia de Marília e direção de Kleber.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Praça ganha novo teatro hoje


13/04/2009 | 07:04


Desde o início da revitalização da Praça Roosevelt, há seis anos, o endereço, hoje parte do circuito teatral da cidade, concentra seis espaços culturais e hoje à noite realiza a inauguração, com festa para convidados, do sétimo - o Miniteatro, na altura do número 108, bem próximo ao Satyros 2, antigo Teatro X.

A fachada colorida não chega a chamar a atenção das pessoas que passam apressadas pela calçada da Roosevelt pela manhã, horário propício para ensaios, não para sessões teatrais. A dramaturga Marília Toledo faz força para levantar a porta de ferro, semelhante a essas de armazém, do espaço que servirá de sede para a Cia. Da Revista, fundada por ela e pelo diretor Kleber Montanheiro. Depois de apreciar as imagens e esculturas coloridas na parede do diminuto hall de entrada, o olhar é atraído pela disposição dos assentos no térreo do Miniteatro.

"Para melhor aproveitar o espaço, comprido e estreito, criamos esses módulos de madeira que permitem diferentes usos", explica Marília. São blocos quadrados de madeira de dois tamanhos que se transmutam do formato de arquibancada tradicional para o de mesinhas de bar no estilo cabaré com apenas alguns movimentos da dupla Marília e Kleber.

Não é diferente na sala superior, onde cadeiras repousam sobre praticáveis apoiados sobre pequenas rodas.

O espectador curioso terá o que apreciar no espaço para além da programação teatral. O hall superior vai abrigar uma peça de grande valor histórico: a primeira mesa de luz do famoso Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), doada pelo produtor Leo de Leo. Das escadas será possível apreciar ainda uma instalação de Guto Lacaz criada especialmente para o local, intitulada Meio Relógio.

No térreo, há ainda um pequeno bar, toaletes, e um gongo para anunciar o início da sessão. Marília Toledo aponta outro aspecto, aparentemente simples, porém motivo de celebração para qualquer grupo teatral: a alegria de ter um espaço para ensaiar.

Um Monge no Divã será a primeira montagem da Cia. Da Revista criada já no novo espaço e com estreia prevista para maio. Mas a programação, para o público, começa bem antes, com as reestreias de Bem Aventurados os Anjos Que Dormem, na sexta-feira, meia-noite, e A Odisséia de Arlequino, da série clássicos para crianças, no domingo, às 16h. Ambos têm dramaturgia de Marília e direção de Kleber.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;