Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Powell: é preciso 'tempo' para desmontar regime de Saddam


Do Diário OnLine
Com AFP

19/07/2003 | 12:25


O secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, reconheceu que "levará um certo tempo para terminar completa e definitivamente com todos os vestígios do Partido Baath", do ditador iraquiano Saddam Hussein, deposto na guerra liderada por EUA e Grã-Bretanha.

Numa entrevista difundida neste sábado pela Radio Monte Carlo Oriente Médio (RMC-OM) e pela Rádio França Internacional (RFI), Powell reconheceu que o governo americano sabia das dificuldades que esperavam os soldados no pós-guerra. "Nós sabíamos que ainda haveria combates após o fim da batalha principal. O exército iraquiano foi derrotado graças a nossas operações e isto foi o que anunciou o presidente dos Estados Unidos em 1º de maio. Desde então, temos sido alvos de ataques de surpresa e de emboscadas. Não estamos surpreendidos com isso", acrescentou.

"Levará tempo, algum tempo, para acabar completa e definitivamente com todos os vestígios do Partido Baath e com todos os milicianos e outros criminosos que existem no Iraque. Mas não há dúvidas de que venceremos, porque os iraquianos assim o desejam. O povo iraquiano quer viver em paz, não quer que a violência continue em seu país e nós manteremos o rumo", assinalou o secretário na entrevista.

"Não sei se Saddam Hussein está vivo ou morto, mas sei que já não dirige Bagdá", acentuou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Powell: é preciso 'tempo' para desmontar regime de Saddam

Do Diário OnLine
Com AFP

19/07/2003 | 12:25


O secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, reconheceu que "levará um certo tempo para terminar completa e definitivamente com todos os vestígios do Partido Baath", do ditador iraquiano Saddam Hussein, deposto na guerra liderada por EUA e Grã-Bretanha.

Numa entrevista difundida neste sábado pela Radio Monte Carlo Oriente Médio (RMC-OM) e pela Rádio França Internacional (RFI), Powell reconheceu que o governo americano sabia das dificuldades que esperavam os soldados no pós-guerra. "Nós sabíamos que ainda haveria combates após o fim da batalha principal. O exército iraquiano foi derrotado graças a nossas operações e isto foi o que anunciou o presidente dos Estados Unidos em 1º de maio. Desde então, temos sido alvos de ataques de surpresa e de emboscadas. Não estamos surpreendidos com isso", acrescentou.

"Levará tempo, algum tempo, para acabar completa e definitivamente com todos os vestígios do Partido Baath e com todos os milicianos e outros criminosos que existem no Iraque. Mas não há dúvidas de que venceremos, porque os iraquianos assim o desejam. O povo iraquiano quer viver em paz, não quer que a violência continue em seu país e nós manteremos o rumo", assinalou o secretário na entrevista.

"Não sei se Saddam Hussein está vivo ou morto, mas sei que já não dirige Bagdá", acentuou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;