Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Carros baratos da China começam a invadir o País



17/07/2007 | 07:07


Vistos como ameaça pelas fabricantes brasileiras, os carros chineses começam a chegar ao País, ainda em pequenos volumes, mas com planos ambiciosos de produção local.

Em dois meses, o grupo nacional Effa inicia as vendas do modelo compacto Ideal, ao preço de R$ 22.980. A marca Chana entrega esta semana aos lojistas o primeiro lote de 215 utilitários que, segundo a importadora Districar já está todo vendido. Os preços começam em R$ 29,9 mil.

Em versão com 4 portas e equipado com ar condicionado, vidros elétricos, CD player, entre outros itens, o Ideal será o carro menos potente do mercado, com 970 cilindradas e 47 cavalos, movido à gasolina.

O Fiat Mille, carro mais barato do País, custa R$ 23,7 mil na versão 4 portas, sem acessórios, mas com 65 cavalos de potência e motor flex.

O Ideal será importado pelo grupo Effa Motors, do empresário uruguaio Eduardo Effa e seu sócio brasileiro, Aroldo Cunha.

Em 2008, o compacto começará a ser produzido no Uruguai, numa linha de montagem em Montevidéu com capacidade inicial para 5 mil unidades ao ano, volume que deve em 2010.

O mesmo grupo prepara a produção de um caminhão leve, com capacidade de carga de até seis toneladas, em Manaus, também a partir do próximo ano. As obras da fábrica estão em andamento, informa o diretor superintendente do grupo, José Geraldo Sampaio Moura.

“O grupo fez acordo de transferência de tecnologia com a empresa chinesa Changhe, fabricante do Ideal”, diz Moura.

A montadora atua no segmento de aviação com a produção de helicópteros e em 1999 fez parceria com a japonesa Suzuki para produzir veículos.

Já a parceria para a produção do caminhão em Manaus ainda está em fase de negociações. O valor do investimento no projeto não foi revelado. “Vamos seguir as regras do Mercosul para produção no Uruguai e as regras da Suframa para a produção em Manaus”, informa Moura.

O grupo Effa está trazendo um primeiro lote de 200 modelos Ideal para o Brasil e 200 comercias leves – que será vendidos a partir de R$ 26 mil, faixa em que competirá com os modelos da Chana.

Também importará três versões de comerciais leves, similares às minivans coreanas Towner e Topic, que deixaram de ser importadas.

A empresa importará modelos das chinesas Hafei e Brilliance. A rede de revenda terá inicialmente seis lojas na Grande São Paulo. Depois serão nomeados distribuidores em várias capitais.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Carros baratos da China começam a invadir o País


17/07/2007 | 07:07


Vistos como ameaça pelas fabricantes brasileiras, os carros chineses começam a chegar ao País, ainda em pequenos volumes, mas com planos ambiciosos de produção local.

Em dois meses, o grupo nacional Effa inicia as vendas do modelo compacto Ideal, ao preço de R$ 22.980. A marca Chana entrega esta semana aos lojistas o primeiro lote de 215 utilitários que, segundo a importadora Districar já está todo vendido. Os preços começam em R$ 29,9 mil.

Em versão com 4 portas e equipado com ar condicionado, vidros elétricos, CD player, entre outros itens, o Ideal será o carro menos potente do mercado, com 970 cilindradas e 47 cavalos, movido à gasolina.

O Fiat Mille, carro mais barato do País, custa R$ 23,7 mil na versão 4 portas, sem acessórios, mas com 65 cavalos de potência e motor flex.

O Ideal será importado pelo grupo Effa Motors, do empresário uruguaio Eduardo Effa e seu sócio brasileiro, Aroldo Cunha.

Em 2008, o compacto começará a ser produzido no Uruguai, numa linha de montagem em Montevidéu com capacidade inicial para 5 mil unidades ao ano, volume que deve em 2010.

O mesmo grupo prepara a produção de um caminhão leve, com capacidade de carga de até seis toneladas, em Manaus, também a partir do próximo ano. As obras da fábrica estão em andamento, informa o diretor superintendente do grupo, José Geraldo Sampaio Moura.

“O grupo fez acordo de transferência de tecnologia com a empresa chinesa Changhe, fabricante do Ideal”, diz Moura.

A montadora atua no segmento de aviação com a produção de helicópteros e em 1999 fez parceria com a japonesa Suzuki para produzir veículos.

Já a parceria para a produção do caminhão em Manaus ainda está em fase de negociações. O valor do investimento no projeto não foi revelado. “Vamos seguir as regras do Mercosul para produção no Uruguai e as regras da Suframa para a produção em Manaus”, informa Moura.

O grupo Effa está trazendo um primeiro lote de 200 modelos Ideal para o Brasil e 200 comercias leves – que será vendidos a partir de R$ 26 mil, faixa em que competirá com os modelos da Chana.

Também importará três versões de comerciais leves, similares às minivans coreanas Towner e Topic, que deixaram de ser importadas.

A empresa importará modelos das chinesas Hafei e Brilliance. A rede de revenda terá inicialmente seis lojas na Grande São Paulo. Depois serão nomeados distribuidores em várias capitais.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;