Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Aliados de Ahmadinejad fracassam nas eleições no Irã


Da AFP

18/12/2006 | 11:41


Os resultados das eleições municipais iranianas confirmam a derrota na capital dos setores ultraconservadores ligados ao presidente, Mahmud Ahmadinejad, depois do fracasso em outros municípios e nas eleições para a Assembléia de Especialistas.

Segundo resultados oficiais, com 186 mil votos apurados de um total de 2,2 milhões, em Teerã, a lista liderada pela irmã do presidente, Parvine Ahmadinejad, só obtém três das 15 cadeiras.

Sete candidatos da lista dos conservadores moderados, que apóiam o atual prefeito de Teerã, Mohammad Bagher Ghalibaf, fazem parte dos aspirantes mais votados.

Mehdi Chamran, o presidente do atual conselho municipal, e Morteza Talaie, ex-chefe da polícia da capital, estão na frente. Ambos dirigem a lista da Grande Coalizão dos Conservadores, ligadas ao prefeito. Os reformistas teriam quatro cadeiras no município de Teerã.

Os fiéis ao presidente também sofreram uma derrota nas eleições para a Assembléia de Especialistas, onde se impôs o ex-presidente Akbar Hachemi Rafsandjani, que, desta forma, volta com força ao cenário político iraniano depois das derrotas nas presidenciais de 2005.

A Assembléia de Especialistas, composta por 86 membros, se encarrega de eleger, supervisionar e eventualmente destituir o Guia Supremo, atualmente o aiatolá Ali Khamenei.

O ex-presidente está à frente de outros candidatos para o setor de Teerã e vence claramente o aitolá Mohamed Taghi Mesbah Yazdi, um ultraconservador apresentado como padrinho político de Ahmadinejad.

Segundo resultados oficiais, os ultraconservadores também sofreram uma derrota na província frente aos conservadores moderados e os reformistas.

Nas eleições legislativas parciais em Teerã, um conservador moderado, Hassan Ghafourifard, e uma reformista, Soheila Jelodarzadeh, foram eleitos.

’Vitória dos moderados, isolamento dos extremistas’, é a manchete desta segunda-feira do jornal moderado Kargozaran, ligado a Rafsandjani.

"Os resultados da Assembléia de Especialistas e das municipais mostram a vitória dos moderados. Os partidários do governo que rejeitaram uma aliança com outras forças do banco conservador sofreram uma dura derrota", acrescenta o jornal.

"Apesar dos esforços de uma corrente política para eliminar Rafsandjani e Hassan Rohani, os eleitores se inclinam pelos políticos moderados", conclui o jornal.

Segundo o ministério do Interior, os resultados oficiais definitivos devem ser conhecidos na terça-feira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aliados de Ahmadinejad fracassam nas eleições no Irã

Da AFP

18/12/2006 | 11:41


Os resultados das eleições municipais iranianas confirmam a derrota na capital dos setores ultraconservadores ligados ao presidente, Mahmud Ahmadinejad, depois do fracasso em outros municípios e nas eleições para a Assembléia de Especialistas.

Segundo resultados oficiais, com 186 mil votos apurados de um total de 2,2 milhões, em Teerã, a lista liderada pela irmã do presidente, Parvine Ahmadinejad, só obtém três das 15 cadeiras.

Sete candidatos da lista dos conservadores moderados, que apóiam o atual prefeito de Teerã, Mohammad Bagher Ghalibaf, fazem parte dos aspirantes mais votados.

Mehdi Chamran, o presidente do atual conselho municipal, e Morteza Talaie, ex-chefe da polícia da capital, estão na frente. Ambos dirigem a lista da Grande Coalizão dos Conservadores, ligadas ao prefeito. Os reformistas teriam quatro cadeiras no município de Teerã.

Os fiéis ao presidente também sofreram uma derrota nas eleições para a Assembléia de Especialistas, onde se impôs o ex-presidente Akbar Hachemi Rafsandjani, que, desta forma, volta com força ao cenário político iraniano depois das derrotas nas presidenciais de 2005.

A Assembléia de Especialistas, composta por 86 membros, se encarrega de eleger, supervisionar e eventualmente destituir o Guia Supremo, atualmente o aiatolá Ali Khamenei.

O ex-presidente está à frente de outros candidatos para o setor de Teerã e vence claramente o aitolá Mohamed Taghi Mesbah Yazdi, um ultraconservador apresentado como padrinho político de Ahmadinejad.

Segundo resultados oficiais, os ultraconservadores também sofreram uma derrota na província frente aos conservadores moderados e os reformistas.

Nas eleições legislativas parciais em Teerã, um conservador moderado, Hassan Ghafourifard, e uma reformista, Soheila Jelodarzadeh, foram eleitos.

’Vitória dos moderados, isolamento dos extremistas’, é a manchete desta segunda-feira do jornal moderado Kargozaran, ligado a Rafsandjani.

"Os resultados da Assembléia de Especialistas e das municipais mostram a vitória dos moderados. Os partidários do governo que rejeitaram uma aliança com outras forças do banco conservador sofreram uma dura derrota", acrescenta o jornal.

"Apesar dos esforços de uma corrente política para eliminar Rafsandjani e Hassan Rohani, os eleitores se inclinam pelos políticos moderados", conclui o jornal.

Segundo o ministério do Interior, os resultados oficiais definitivos devem ser conhecidos na terça-feira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;