Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Saída de dólar supera entrada em US$ 15,818 bi no ano até dia 31 de julho, diz BC

Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


05/08/2020 | 15:13


O fluxo cambial total do ano até 31 de julho foi negativo em US$ 15,818 bilhões, informou nesta quarta-feira, 5, o Banco Central. No mesmo período de 2019, o resultado havia sido negativo em US$ 2,209 bilhões.

O resultado do ano está diretamente ligado aos efeitos da pandemia de covid-19 sobre a economia. Em meio à crise, investidores aceleraram em março e abril o envio de dólares a outros países, em movimento de busca por segurança.

Em maio, porém, houve fluxo de entrada líquida de recursos no País. Nos meses de junho e julho, houve nova saída líquida.

No ano até 31 de julho, a saída líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 43,164 bilhões. Este resultado é fruto de aportes no valor de US$ 296,728 bilhões e de envios no total de US$ 339,892 bilhões. O segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo acumulado ficou positivo em US$ 27,346 bilhões, com importações de US$ 91,184 bilhões e exportações de US$ 118,530 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 16,873 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 42,645 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 59,012 bilhões em outras entradas.

Julho

Depois de registrar saídas líquidas de US$ 2,885 bilhões em junho, o País fechou julho com fluxo cambial negativo ainda maior, de US$ 3,282 bilhões, informou o Banco Central.

No canal financeiro, houve saída líquida de US$ 5,020 bilhões em julho, resultado de aportes no valor de US$ 33,261 bilhões e de retiradas no total de US$ 38,281 bilhões.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 1,739 bilhão, com importações de US$ 12,910 bilhões e exportações de US$ 14,648 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,418 bilhão em ACC, US$ 4,612 bilhões em PA e US$ 8,618 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial da semana passada (de 27 a 31 de julho) ficou positivo em US$ 908 milhões, informou o Banco Central.

O canal financeiro registrou na semana passada saída líquida de US$ 211 milhões pelo canal financeiro. Isso foi resultado de aportes no valor de US$ 7,237 bilhões e de envios no total de US$ 7,448 bilhões.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 1,119 bilhão no período, com importações de US$ 3,807 bilhões e exportações de US$ 4,926 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 404 milhões em ACC, US$ 1,923 bilhão em PA e US$ 2,599 bilhões em outras entradas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Saída de dólar supera entrada em US$ 15,818 bi no ano até dia 31 de julho, diz BC


05/08/2020 | 15:13


O fluxo cambial total do ano até 31 de julho foi negativo em US$ 15,818 bilhões, informou nesta quarta-feira, 5, o Banco Central. No mesmo período de 2019, o resultado havia sido negativo em US$ 2,209 bilhões.

O resultado do ano está diretamente ligado aos efeitos da pandemia de covid-19 sobre a economia. Em meio à crise, investidores aceleraram em março e abril o envio de dólares a outros países, em movimento de busca por segurança.

Em maio, porém, houve fluxo de entrada líquida de recursos no País. Nos meses de junho e julho, houve nova saída líquida.

No ano até 31 de julho, a saída líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 43,164 bilhões. Este resultado é fruto de aportes no valor de US$ 296,728 bilhões e de envios no total de US$ 339,892 bilhões. O segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo acumulado ficou positivo em US$ 27,346 bilhões, com importações de US$ 91,184 bilhões e exportações de US$ 118,530 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 16,873 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 42,645 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 59,012 bilhões em outras entradas.

Julho

Depois de registrar saídas líquidas de US$ 2,885 bilhões em junho, o País fechou julho com fluxo cambial negativo ainda maior, de US$ 3,282 bilhões, informou o Banco Central.

No canal financeiro, houve saída líquida de US$ 5,020 bilhões em julho, resultado de aportes no valor de US$ 33,261 bilhões e de retiradas no total de US$ 38,281 bilhões.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 1,739 bilhão, com importações de US$ 12,910 bilhões e exportações de US$ 14,648 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,418 bilhão em ACC, US$ 4,612 bilhões em PA e US$ 8,618 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial da semana passada (de 27 a 31 de julho) ficou positivo em US$ 908 milhões, informou o Banco Central.

O canal financeiro registrou na semana passada saída líquida de US$ 211 milhões pelo canal financeiro. Isso foi resultado de aportes no valor de US$ 7,237 bilhões e de envios no total de US$ 7,448 bilhões.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 1,119 bilhão no período, com importações de US$ 3,807 bilhões e exportações de US$ 4,926 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 404 milhões em ACC, US$ 1,923 bilhão em PA e US$ 2,599 bilhões em outras entradas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;