Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ségolène Royal pede união de socialistas


Da AFP

17/11/2006 | 11:33


Eleita candidata do partido após sua ampla vitória no primeiro turno das votações internas socialistas francesas, Ségolène Royal pediu nesta sexta-feira a união de todos os militantes da formação para ganhar as eleições presidenciais de 2007, nas quais provavelmente enfrentará o líder da direita Nicolas Sarkozy.

Na quinta-feira, Royal obteve mais de 60% dos votos dos afiliados socialistas e derrotou facilmente os rivais Laurent Fabius e Dominique Strauss-Kahn.

"Não sinto qualquer glória pessoal, mas uma imensa responsabilidade e um grande dever", assegurou Royal, 53 anos, que deu a declaração na região de Poitou-Charentes, a qual governa desde 2004.

Royal, radiante após a vitória, prometeu "subir a montanha até chegar ao topo" e garantiu que nesta sexta-feira começa a batalha, impulsionada pelos militantes socialistas.

"Faço um pedido a todos os franceses, homens e mulheres de nosso país: Nos unamos, mobilizemos e imaginemos uma França que tenha o valor de enfrentar as mudanças sem renunciar a seu ideal de liberdade, igualdade e fraternidade", pediu Royal, que poderá se tornar em maio a primeira presidente mulher da história da França.

"Ser socialista é guardar no coração uma revolução intacta", concluiu Royal, prometendo não decepcionar os socialistas e impulsionar a França para que "se levante orgulhosa e escreva uma nova página da história".

Royal terá uma tarefa árdua nos próximos seis meses, e se Sarkozy, 51 anos, se confirmar como candidato da UMP (grande partido de direita francês) em janeiro, o duelo entre os dois populares candidatos não terá trégua até 22 de abril, data do primeiro turno das eleições presidenciais.

Consciente do desafio, Royal não perdeu tempo em pedir a união de todos os socialistas após sua eleição triunfal. "Todo o mundo estará junto dela e contra a direita", garantiu Strauss-Kahn, enquanto Laurent Fabius, mais reticente, assegurou à sua adversária que está "preparado" para fomentar a coesão do partido.

Para François Hollande, primeiro-secretário socialista e companheiro de Royal, com quem tem quatro filhos, "todos os socialistas ganharam" nesta quinta-feira. O líder do partido pediu à candidata que "conserve sua identidade e originalidade durante a campanha".

 "Ela não será um adversário fácil", advertiu o deputado da UMP Dominique Paillé, acrescentando que enfrentar uma mulher será um "problema que Sarkozy deverá resolver".

 "Os militantes escolheram a pessoa mais capaz de vencer a direita, mas também expressaram um desejo de renovação dentro do partido", afirmou o jornal Le Monde.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ségolène Royal pede união de socialistas

Da AFP

17/11/2006 | 11:33


Eleita candidata do partido após sua ampla vitória no primeiro turno das votações internas socialistas francesas, Ségolène Royal pediu nesta sexta-feira a união de todos os militantes da formação para ganhar as eleições presidenciais de 2007, nas quais provavelmente enfrentará o líder da direita Nicolas Sarkozy.

Na quinta-feira, Royal obteve mais de 60% dos votos dos afiliados socialistas e derrotou facilmente os rivais Laurent Fabius e Dominique Strauss-Kahn.

"Não sinto qualquer glória pessoal, mas uma imensa responsabilidade e um grande dever", assegurou Royal, 53 anos, que deu a declaração na região de Poitou-Charentes, a qual governa desde 2004.

Royal, radiante após a vitória, prometeu "subir a montanha até chegar ao topo" e garantiu que nesta sexta-feira começa a batalha, impulsionada pelos militantes socialistas.

"Faço um pedido a todos os franceses, homens e mulheres de nosso país: Nos unamos, mobilizemos e imaginemos uma França que tenha o valor de enfrentar as mudanças sem renunciar a seu ideal de liberdade, igualdade e fraternidade", pediu Royal, que poderá se tornar em maio a primeira presidente mulher da história da França.

"Ser socialista é guardar no coração uma revolução intacta", concluiu Royal, prometendo não decepcionar os socialistas e impulsionar a França para que "se levante orgulhosa e escreva uma nova página da história".

Royal terá uma tarefa árdua nos próximos seis meses, e se Sarkozy, 51 anos, se confirmar como candidato da UMP (grande partido de direita francês) em janeiro, o duelo entre os dois populares candidatos não terá trégua até 22 de abril, data do primeiro turno das eleições presidenciais.

Consciente do desafio, Royal não perdeu tempo em pedir a união de todos os socialistas após sua eleição triunfal. "Todo o mundo estará junto dela e contra a direita", garantiu Strauss-Kahn, enquanto Laurent Fabius, mais reticente, assegurou à sua adversária que está "preparado" para fomentar a coesão do partido.

Para François Hollande, primeiro-secretário socialista e companheiro de Royal, com quem tem quatro filhos, "todos os socialistas ganharam" nesta quinta-feira. O líder do partido pediu à candidata que "conserve sua identidade e originalidade durante a campanha".

 "Ela não será um adversário fácil", advertiu o deputado da UMP Dominique Paillé, acrescentando que enfrentar uma mulher será um "problema que Sarkozy deverá resolver".

 "Os militantes escolheram a pessoa mais capaz de vencer a direita, mas também expressaram um desejo de renovação dentro do partido", afirmou o jornal Le Monde.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;