Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ação da PF em protesto de servidores foi natural, diz ministro


Do Diário OnLine

02/08/2003 | 13:55


O ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, disse neste sábado que a ação da Polícia Federal para conter os servidores que invadiram o prédio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em protesto contra a reforma da Previdência, foi natural. O confronto envolveu até a senadora Heloísa Helena (PT-AL), que tentava negociar com os policiais em nome dos manifestantes.

Para o ministro, a polícia agiu para cumprir a determinação de desocupar o prédio. "Esse pessoal não é do diálogo. Esse pessoal é do tumulto e do confronto", disse Berzoini, que se reuniu pela manhã com o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, e a bancada do PT no Congresso.

Berzoini considerou que não houve excesso da polícia, embora tenha ressalvado de que isso deverá ser apurado pela própria PF. "Durante todo o dia nós avisamos que não aceitaríamos a permanência da ocupação de um prédio público por um grupo minoritário que não representa os servidores do INSS", disse o ministro.

A questão provocou um intenso bate-boca entre os deputados Ivan Valente (SP) e Paulo Bernardo (PR). Enquanto Valente atacava os métodos adotados pelo governo, Bernardo defendia a ação.

Valente disse, ao entrar para o encontro, que vai contestar a ação do governo junto ao ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, que participa da reunião. "Foi uma ação desastrosa, absurda, havia condições para o diálogo. Chamar a tropa de choque não pode virar rotina", disse Valente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ação da PF em protesto de servidores foi natural, diz ministro

Do Diário OnLine

02/08/2003 | 13:55


O ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, disse neste sábado que a ação da Polícia Federal para conter os servidores que invadiram o prédio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em protesto contra a reforma da Previdência, foi natural. O confronto envolveu até a senadora Heloísa Helena (PT-AL), que tentava negociar com os policiais em nome dos manifestantes.

Para o ministro, a polícia agiu para cumprir a determinação de desocupar o prédio. "Esse pessoal não é do diálogo. Esse pessoal é do tumulto e do confronto", disse Berzoini, que se reuniu pela manhã com o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, e a bancada do PT no Congresso.

Berzoini considerou que não houve excesso da polícia, embora tenha ressalvado de que isso deverá ser apurado pela própria PF. "Durante todo o dia nós avisamos que não aceitaríamos a permanência da ocupação de um prédio público por um grupo minoritário que não representa os servidores do INSS", disse o ministro.

A questão provocou um intenso bate-boca entre os deputados Ivan Valente (SP) e Paulo Bernardo (PR). Enquanto Valente atacava os métodos adotados pelo governo, Bernardo defendia a ação.

Valente disse, ao entrar para o encontro, que vai contestar a ação do governo junto ao ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, que participa da reunião. "Foi uma ação desastrosa, absurda, havia condições para o diálogo. Chamar a tropa de choque não pode virar rotina", disse Valente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;