Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Pinheiro não vê problema em candidatura de Lucia

Marina Brandão/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Para prefeito, se sua vice tem sonho de buscar comando do Paço, ‘tem de segui-lo’


Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

17/01/2015 | 07:00


O prefeito de São Caetano, Paulo Pinheiro (PMDB), disse não ver problemas na possibilidade de disputar a reeleição tendo sua vice, Lucia Dal’Mas (PMDB), como adversária. Os dois romperam relações políticas logo no terceiro mês da administração – março de 2013 – e, desde então, Lucia tem atuado como crítica ferrenha das ações administrativas do Palácio da Cerâmica.

“Se ela tem o sonho de ser prefeita um dia, deve seguir, correr atrás, montar um grupo político e se candidatar. Não vejo problemas. Eu incentivo as pessoas a se candidatarem e seguirem seus sonhos”, declarou Pinheiro.

O chefe do Executivo resgatou sua história política para justificar o fato. Integrante do grupo do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PTB), Pinheiro deixou o PTB alegando perseguição política, se filiou ao PMDB, construiu bloco de aliados e disputou a eleição contra a candidata da máquina em 2012, Regina Maura Zetone. “Eu mesmo fiz isso, tinha o sonho, sempre quis ser prefeito”, avaliou.

Para se candidatar, Lucia terá de deixar o PMDB e buscar uma sigla que lhe ofereça legenda para tentar chegar ao Palácio da Cerâmica. “Não incomodaria (a saída dela)”, pontuou o prefeito. A vice tem utilizado seu perfil no Facebook para fazer avaliações críticas ao governo e denunciar reclamações populares em relação ao serviço público.

Quando a relação do prefeito com a vice foi rompida, Lucia alegou falta de espaço político e erros na conduta do governo, o que culminou no pedido de exoneração de seu marido, Marco Antonio Dal’Mas, da Ouvidoria.

Pinheiro só comentou o caso após mais de um ano e afirmou que Lucia tentou alterar a legislação do cargo de ouvidor que exigia diploma de Ensino Superior, o que Marco não tinha.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pinheiro não vê problema em candidatura de Lucia

Para prefeito, se sua vice tem sonho de buscar comando do Paço, ‘tem de segui-lo’

Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

17/01/2015 | 07:00


O prefeito de São Caetano, Paulo Pinheiro (PMDB), disse não ver problemas na possibilidade de disputar a reeleição tendo sua vice, Lucia Dal’Mas (PMDB), como adversária. Os dois romperam relações políticas logo no terceiro mês da administração – março de 2013 – e, desde então, Lucia tem atuado como crítica ferrenha das ações administrativas do Palácio da Cerâmica.

“Se ela tem o sonho de ser prefeita um dia, deve seguir, correr atrás, montar um grupo político e se candidatar. Não vejo problemas. Eu incentivo as pessoas a se candidatarem e seguirem seus sonhos”, declarou Pinheiro.

O chefe do Executivo resgatou sua história política para justificar o fato. Integrante do grupo do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PTB), Pinheiro deixou o PTB alegando perseguição política, se filiou ao PMDB, construiu bloco de aliados e disputou a eleição contra a candidata da máquina em 2012, Regina Maura Zetone. “Eu mesmo fiz isso, tinha o sonho, sempre quis ser prefeito”, avaliou.

Para se candidatar, Lucia terá de deixar o PMDB e buscar uma sigla que lhe ofereça legenda para tentar chegar ao Palácio da Cerâmica. “Não incomodaria (a saída dela)”, pontuou o prefeito. A vice tem utilizado seu perfil no Facebook para fazer avaliações críticas ao governo e denunciar reclamações populares em relação ao serviço público.

Quando a relação do prefeito com a vice foi rompida, Lucia alegou falta de espaço político e erros na conduta do governo, o que culminou no pedido de exoneração de seu marido, Marco Antonio Dal’Mas, da Ouvidoria.

Pinheiro só comentou o caso após mais de um ano e afirmou que Lucia tentou alterar a legislação do cargo de ouvidor que exigia diploma de Ensino Superior, o que Marco não tinha.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;