Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Compras de última hora lotam comércios da região


Hugo Cilo
Do Diário do Grande ABC

27/03/2005 | 16:52


O último dia de venda de ovos de chocolate antes do domingo de Páscoa foi agitado no comércio da região. No sábado, supermercados e lojas de departamento ficaram lotados durante todo o dia. Quem deixou para última hora teve dificuldades em encontrar algumas marcas. Ovos pequenos – de até 200 gramas – eram os mais procurados. As principais redes de hipermercados esperavam para ainda este domingo grande procura por chocolate e produtos típicos, como colombas e vinhos.

A loja de fábrica da Pan, em São Caetano, também ficou lotada. Parte das linhas de ovos especiais – assim como os pequenos – já havia se esgotado na quinta-feira. “O movimento está bem melhor que no ano passado. Acreditamos que não haverá encalhes nessa Páscoa, já que não temos alguns tamanhos”, avaliou Osmar Molezini, diretor da empresa.

Nas lojas do Carrefour em Santo André, ovos de chocolate branco e trufados – de marcas líderes de mercado – haviam sumido das gôndolas logo pela manhã. Os de marca própria, no entanto, seguraram as vendas durante o dia. “Vim para comprar o Lacta Sonho de Valsa, mas não encontrei. Para não passar em branco, vou levar esse de 800g do Carrefour. É o mesmo preço de um de 500g de outras marcas”, disse a dona de casa Luzia Fontes.

Os ovos de marca própria também foram destaque na rede Extra, do Grupo Pão de Açúcar. Segundo a assessoria de imprensa da empresa, as vendas desse tipo de ovo representou 60% de todo o volume comercializado nos últimos três dias – período de maior movimento.

Última hora – Não foram apenas os “atrasados” que lotaram  as lojas em busca de ovos de Páscoa. Muitos deixaram as compras para a última hora na esperança de encontrar preços mais baixos. Mas sem sucesso. Os valores cobrados na maioria dos lugares se mantiveram estáveis em relação às semanas anteriores.

O mecânico Hermes Antônio Martins, de São Caetano, esperou o sábado para deixar os netos escolherem o próprio ovo de chocolate. “Durante a semana, quando eles têm aula, não deu tempo. Como não é para mim, ninguém melhor que eles mesmos para escolher os tipos que querem”, disse.

O casal Adriano Ramos e Andressa Furrier, de São Caetano, esperaram o último dia para evitar longas filas nos caixas. “Além de ser mais tranqüilo, esperamos para ver se os preços ficariam menores”, afirmou Ramos.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Compras de última hora lotam comércios da região

Hugo Cilo
Do Diário do Grande ABC

27/03/2005 | 16:52


O último dia de venda de ovos de chocolate antes do domingo de Páscoa foi agitado no comércio da região. No sábado, supermercados e lojas de departamento ficaram lotados durante todo o dia. Quem deixou para última hora teve dificuldades em encontrar algumas marcas. Ovos pequenos – de até 200 gramas – eram os mais procurados. As principais redes de hipermercados esperavam para ainda este domingo grande procura por chocolate e produtos típicos, como colombas e vinhos.

A loja de fábrica da Pan, em São Caetano, também ficou lotada. Parte das linhas de ovos especiais – assim como os pequenos – já havia se esgotado na quinta-feira. “O movimento está bem melhor que no ano passado. Acreditamos que não haverá encalhes nessa Páscoa, já que não temos alguns tamanhos”, avaliou Osmar Molezini, diretor da empresa.

Nas lojas do Carrefour em Santo André, ovos de chocolate branco e trufados – de marcas líderes de mercado – haviam sumido das gôndolas logo pela manhã. Os de marca própria, no entanto, seguraram as vendas durante o dia. “Vim para comprar o Lacta Sonho de Valsa, mas não encontrei. Para não passar em branco, vou levar esse de 800g do Carrefour. É o mesmo preço de um de 500g de outras marcas”, disse a dona de casa Luzia Fontes.

Os ovos de marca própria também foram destaque na rede Extra, do Grupo Pão de Açúcar. Segundo a assessoria de imprensa da empresa, as vendas desse tipo de ovo representou 60% de todo o volume comercializado nos últimos três dias – período de maior movimento.

Última hora – Não foram apenas os “atrasados” que lotaram  as lojas em busca de ovos de Páscoa. Muitos deixaram as compras para a última hora na esperança de encontrar preços mais baixos. Mas sem sucesso. Os valores cobrados na maioria dos lugares se mantiveram estáveis em relação às semanas anteriores.

O mecânico Hermes Antônio Martins, de São Caetano, esperou o sábado para deixar os netos escolherem o próprio ovo de chocolate. “Durante a semana, quando eles têm aula, não deu tempo. Como não é para mim, ninguém melhor que eles mesmos para escolher os tipos que querem”, disse.

O casal Adriano Ramos e Andressa Furrier, de São Caetano, esperaram o último dia para evitar longas filas nos caixas. “Além de ser mais tranqüilo, esperamos para ver se os preços ficariam menores”, afirmou Ramos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;