Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Malhando na gravidez



22/06/2011 | 00:00



Atividade física na gravidez é altamente recomendável. O trabalho corporal que é realizado durante os exercícios proporciona uma melhor capacidade cardiorrespiratória e das condições dos músculos e dos ossos, facilitando o trabalho de parto.

No entanto, mesmo para mulheres que já se exercitam, é importante consultar o obstetra, que irá avaliar a se a gestante tem condição de continuar ou mesmo dar inicia a uma atividade física. Se não houver nenhuma contraindicação médica, os exercícios podem ser realizados até o último mês de gravidez, com uma redução gradual a medida que a hora do parto se aproxima. E depois que o bebê nascer, a mulher também poderá retomar as atividades após 40 dias, no caso de parto normal, e conforme avaliação médica, se o parto for cesariana.

Os melhores exercícios para as grávidas são a caminhada, que melhora a capacidade cardiorrespiratória, favorecendo ainda o encaixe do feto na bacia da mãe; o alongamento, que ajuda a manter a musculatura relaxada; e os exercícios aquáticos, como hidroginástica e natação. Jamais devem ser realizados sem acompanhamento do obstetra.

Por Yasmin Barcellos



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Malhando na gravidez


22/06/2011 | 00:00



Atividade física na gravidez é altamente recomendável. O trabalho corporal que é realizado durante os exercícios proporciona uma melhor capacidade cardiorrespiratória e das condições dos músculos e dos ossos, facilitando o trabalho de parto.

No entanto, mesmo para mulheres que já se exercitam, é importante consultar o obstetra, que irá avaliar a se a gestante tem condição de continuar ou mesmo dar inicia a uma atividade física. Se não houver nenhuma contraindicação médica, os exercícios podem ser realizados até o último mês de gravidez, com uma redução gradual a medida que a hora do parto se aproxima. E depois que o bebê nascer, a mulher também poderá retomar as atividades após 40 dias, no caso de parto normal, e conforme avaliação médica, se o parto for cesariana.

Os melhores exercícios para as grávidas são a caminhada, que melhora a capacidade cardiorrespiratória, favorecendo ainda o encaixe do feto na bacia da mãe; o alongamento, que ajuda a manter a musculatura relaxada; e os exercícios aquáticos, como hidroginástica e natação. Jamais devem ser realizados sem acompanhamento do obstetra.

Por Yasmin Barcellos

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;