Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vasco supera baixas e segura empate com Defensa y Justicia-ARG na Sul-Americana



26/11/2020 | 23:44


Apesar dos muitos desfalques por conta de um surto do novo coronavírus e com uma formação bastante alternativa, o Vasco fez um jogo de igual para igual com o Defensa y Justicia-ARG e ficou no empate por 1 a 1 no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, nesta quinta-feira, no Estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, nos arredores de Buenos Aires, na Argentina.

O time brasileiro saiu na frente com German Cano e acabou levando a igualdade com Braian Romero. O duelo de volta das oitavas de final acontece na próxima quinta-feira (03), desta vez no Rio de Janeiro, no estádio de São Januário, também às 21h30.

Por conta da igualdade nesse jogo de ida, a decisão da vaga segue totalmente aberta. Um novo empate por 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. O gol fora de casa é critério de desempate, então o empate sem gols vai classificar o time brasileiro. O vencedor desse duelo irá enfrentar Bahia ou Unión Santa Fé-ARG.

Por conta dos muitos desfalques devido ao um surto de covid que pegou em cheio o clube, o Vasco entrou em campo com uma formação alternativa. Tanto que enquanto o time brasileiro tentava se organizar em campo, o Defensa y Justicia criou as primeiras duas chances de perigo. Aos 21, Pizzini cruzou fechado na área, a bola pegou efeito e por muito pouco não enganou o goleiro Lucão. Já aos 24, o time argentino até chegou a balançar as redes com Rius, mas como houve impedimento, o árbitro invalidou o lance.

A resposta do Vasco só veio aos 35 minutos. Gustavo Torres disparou pela esquerda, ganhou do adversário na corrida, invadiu a área e bateu cruzado, mas parou em uma bela defesa do goleiro Unsain, que usou o pé para evitar o gol do time brasileiro. No lance seguinte, o time argentino teve mais um gol anulado por conta de um impedimento. Nos minutos finais, o duelo seguiu movimentado, mas o primeiro tempo terminou mesmo com o empate sem gols.

Na volta do intervalo, a partida seguiu equilibrada, desta vez com os dois times trocando passes no meio-campo e buscando espaço para chegar com perigo ao gol adversário. E, em sua primeira chance ofensiva no segundo tempo, o Vasco abriu o placar. Aos 16, Miranda lançou Léo Matos na área, que cruzou na medida para German Cano completar de voleio para o fundo das redes, sem chances para o goleiro adversário.

A partir daí, o Defensa y Justicia passou a fazer pressão pelo empate e aos 33 minutos, conseguiu chegar a igualdade. Braian Romero foi lançado na área, o zagueiro Miranda deu o bote errado e com isso ele ficou com muito espaço para bater na saída do goleiro carioca.

Depois disso, ambas as equipes foram para o tudo ou nada em busca do desempate, mas sem sucesso. Até por conta disso, o duelo terminou mesmo com o placar de 1 a 1.

FICHA TÉCNICA:

DEFENSA Y JUSTICIA-ARG 1 x 1 VASCO

DEFENSA Y JUSTICIA-ARG - Unsain; Breitenbruch, Frías, Héctor Martínez e Brítez; Loaiza (Acevedo), Rius, Larralde (Hachen), Benítez e Pizzini (Villagra); Braian Romero. Técnico: Hernán Crespo.

VASCO - Lucão; Miranda (Marcelo Alves), Leandro Castan, Ricardo e Léo Matos; Marcos Júnior, Léo Gil (Bruno Gomes), Yago Pikachu (Carlinhos) e Neto Borges; Gustavo Torres (Lucas Santos) e Cano (Ygor Catatau). Técnico: Alexandre Grasseli (interino).

GOLS - German Cano, aos 16, e Braian Romero, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Frías e Acevedo (Defensa y Justicia).

ÁRBITRO - Andrés Matonte (URU).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, na Argentina.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vasco supera baixas e segura empate com Defensa y Justicia-ARG na Sul-Americana


26/11/2020 | 23:44


Apesar dos muitos desfalques por conta de um surto do novo coronavírus e com uma formação bastante alternativa, o Vasco fez um jogo de igual para igual com o Defensa y Justicia-ARG e ficou no empate por 1 a 1 no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, nesta quinta-feira, no Estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, nos arredores de Buenos Aires, na Argentina.

O time brasileiro saiu na frente com German Cano e acabou levando a igualdade com Braian Romero. O duelo de volta das oitavas de final acontece na próxima quinta-feira (03), desta vez no Rio de Janeiro, no estádio de São Januário, também às 21h30.

Por conta da igualdade nesse jogo de ida, a decisão da vaga segue totalmente aberta. Um novo empate por 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. O gol fora de casa é critério de desempate, então o empate sem gols vai classificar o time brasileiro. O vencedor desse duelo irá enfrentar Bahia ou Unión Santa Fé-ARG.

Por conta dos muitos desfalques devido ao um surto de covid que pegou em cheio o clube, o Vasco entrou em campo com uma formação alternativa. Tanto que enquanto o time brasileiro tentava se organizar em campo, o Defensa y Justicia criou as primeiras duas chances de perigo. Aos 21, Pizzini cruzou fechado na área, a bola pegou efeito e por muito pouco não enganou o goleiro Lucão. Já aos 24, o time argentino até chegou a balançar as redes com Rius, mas como houve impedimento, o árbitro invalidou o lance.

A resposta do Vasco só veio aos 35 minutos. Gustavo Torres disparou pela esquerda, ganhou do adversário na corrida, invadiu a área e bateu cruzado, mas parou em uma bela defesa do goleiro Unsain, que usou o pé para evitar o gol do time brasileiro. No lance seguinte, o time argentino teve mais um gol anulado por conta de um impedimento. Nos minutos finais, o duelo seguiu movimentado, mas o primeiro tempo terminou mesmo com o empate sem gols.

Na volta do intervalo, a partida seguiu equilibrada, desta vez com os dois times trocando passes no meio-campo e buscando espaço para chegar com perigo ao gol adversário. E, em sua primeira chance ofensiva no segundo tempo, o Vasco abriu o placar. Aos 16, Miranda lançou Léo Matos na área, que cruzou na medida para German Cano completar de voleio para o fundo das redes, sem chances para o goleiro adversário.

A partir daí, o Defensa y Justicia passou a fazer pressão pelo empate e aos 33 minutos, conseguiu chegar a igualdade. Braian Romero foi lançado na área, o zagueiro Miranda deu o bote errado e com isso ele ficou com muito espaço para bater na saída do goleiro carioca.

Depois disso, ambas as equipes foram para o tudo ou nada em busca do desempate, mas sem sucesso. Até por conta disso, o duelo terminou mesmo com o placar de 1 a 1.

FICHA TÉCNICA:

DEFENSA Y JUSTICIA-ARG 1 x 1 VASCO

DEFENSA Y JUSTICIA-ARG - Unsain; Breitenbruch, Frías, Héctor Martínez e Brítez; Loaiza (Acevedo), Rius, Larralde (Hachen), Benítez e Pizzini (Villagra); Braian Romero. Técnico: Hernán Crespo.

VASCO - Lucão; Miranda (Marcelo Alves), Leandro Castan, Ricardo e Léo Matos; Marcos Júnior, Léo Gil (Bruno Gomes), Yago Pikachu (Carlinhos) e Neto Borges; Gustavo Torres (Lucas Santos) e Cano (Ygor Catatau). Técnico: Alexandre Grasseli (interino).

GOLS - German Cano, aos 16, e Braian Romero, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Frías e Acevedo (Defensa y Justicia).

ÁRBITRO - Andrés Matonte (URU).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, na Argentina.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;