Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Quase 800 imigrantes clandestinos chegaram nas Canárias em 24 horas


Da AFP

03/09/2006 | 11:40


Pelo menos 789 imigrantes clandestinos chegaram desde sábado ao arquipélago espanhol das Canárias em embarcações rudimentares procedentes das costas africanas, informaram as autoridades locais.

Apenas no sábado, 674 imigrantes subsaarianos chegaram ao arquipélago, número próximo ao recorde de 732 em apenas um dia, registrado em 29 de maio.

Uma nova embarcação, com 115 imigrantes ilegais, foi rebocada na manhã deste domingo.

A Espanha enfrenta uma onda de imigrantes sem precedentes, com quase 20.000 clandestinos nas Canárias desde o início do ano.

O governo espanhol intensificou os esforços diplomáticos nos últimos dias para tentar mobilizar os aliados europeus a combater o fenômeno, que também afeta Itália e Malta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Quase 800 imigrantes clandestinos chegaram nas Canárias em 24 horas

Da AFP

03/09/2006 | 11:40


Pelo menos 789 imigrantes clandestinos chegaram desde sábado ao arquipélago espanhol das Canárias em embarcações rudimentares procedentes das costas africanas, informaram as autoridades locais.

Apenas no sábado, 674 imigrantes subsaarianos chegaram ao arquipélago, número próximo ao recorde de 732 em apenas um dia, registrado em 29 de maio.

Uma nova embarcação, com 115 imigrantes ilegais, foi rebocada na manhã deste domingo.

A Espanha enfrenta uma onda de imigrantes sem precedentes, com quase 20.000 clandestinos nas Canárias desde o início do ano.

O governo espanhol intensificou os esforços diplomáticos nos últimos dias para tentar mobilizar os aliados europeus a combater o fenômeno, que também afeta Itália e Malta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;