Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Bayern ameaça processar a Fifa se não for 'indenizado'


Do Diário OnLine
Com AFP

20/10/2003 | 14:23


O presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, ameaçou, neste domingo, levar a Fifa aos tribunais. A ação pode ocorrer caso a entidade não dê compensações financeiras aos clubes europeus pela liberação de seus atletas para a Copa do Mundo.

Rummenigge, que também é vice-presidente do G-14 (grupo dos 14 times mais poderosos da Europa), disse ele mesmo levará a entidade máxima do futebol aos tribunais. "Nós não sairemos de greve, mas se Joseph Blatter não contemporizar com nossa vontade, procuraremos os meios legais para forçá-lo aceitar a reivindicação", ressaltou Rummenigge para o canal de televisão DSF.

Blatter não só defende a compensação financeira, como acha que os clubes europeus deveriam reduzir as suas Ligas locais para 16 times. Segundo o presidente da Fifa, o excesso de jogos é prejudicial aos atletas.

Ele usa números para justificar sua posição. "É certo que idéia vai contra o 'negócio futebol', mas protege a saúde dos jogadores. Nós nunca tivemos tantas lesões em um começo de temporada como agora", explicou Blatter.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bayern ameaça processar a Fifa se não for 'indenizado'

Do Diário OnLine
Com AFP

20/10/2003 | 14:23


O presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, ameaçou, neste domingo, levar a Fifa aos tribunais. A ação pode ocorrer caso a entidade não dê compensações financeiras aos clubes europeus pela liberação de seus atletas para a Copa do Mundo.

Rummenigge, que também é vice-presidente do G-14 (grupo dos 14 times mais poderosos da Europa), disse ele mesmo levará a entidade máxima do futebol aos tribunais. "Nós não sairemos de greve, mas se Joseph Blatter não contemporizar com nossa vontade, procuraremos os meios legais para forçá-lo aceitar a reivindicação", ressaltou Rummenigge para o canal de televisão DSF.

Blatter não só defende a compensação financeira, como acha que os clubes europeus deveriam reduzir as suas Ligas locais para 16 times. Segundo o presidente da Fifa, o excesso de jogos é prejudicial aos atletas.

Ele usa números para justificar sua posição. "É certo que idéia vai contra o 'negócio futebol', mas protege a saúde dos jogadores. Nós nunca tivemos tantas lesões em um começo de temporada como agora", explicou Blatter.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;