Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Dinamarca pede aos EUA explicações sobre prisioneiro


Do Diário OnLine

28/10/2003 | 11:50


O governo da Dinamarca exigiu dos Estados Unidos, nesta terça-feira, uma explicação sobre a situação de um dinamarquês preso na base americana de Guantánamo, em Cuba.

O ministro de relações exteriores da Dinamarca, Per Stig Moeller, disse que as condições de prisão do dinamarquês são consideradas razoáveis. Porém, ele classificou de “inaceitável” a detenção por tempo indeterminado.

Segundo ele, os interrogatórios serviram para obter informações na luta contra o terrorismo, mas é inaceitável que 600 prisioneiros retidos na guerra contra o Afeganistão continuem sem destino certo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dinamarca pede aos EUA explicações sobre prisioneiro

Do Diário OnLine

28/10/2003 | 11:50


O governo da Dinamarca exigiu dos Estados Unidos, nesta terça-feira, uma explicação sobre a situação de um dinamarquês preso na base americana de Guantánamo, em Cuba.

O ministro de relações exteriores da Dinamarca, Per Stig Moeller, disse que as condições de prisão do dinamarquês são consideradas razoáveis. Porém, ele classificou de “inaceitável” a detenção por tempo indeterminado.

Segundo ele, os interrogatórios serviram para obter informações na luta contra o terrorismo, mas é inaceitável que 600 prisioneiros retidos na guerra contra o Afeganistão continuem sem destino certo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;