Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Seleção Brasileira inicia defesa do título na África do Sul

Equipe de Dunga estreia na Copa das Confederações nesta segunda-feira, às 11h, contra o bicampeão Egito



15/06/2009 | 07:01


O Brasil inicia hoje, às 11h (horário de Brasília), em Bloemfontein, na África do Sul, a defesa de seu título da Copa das Confederações contra o Egito, bicampeão do torneio.

Após muitas críticas por seu fraco desempenho, a seleção de Dunga parece ter encontrado a tranquilidade necessária para trabalhar na Copa das Confederações pelas vitórias por 4 a 0 sobre o Uruguai e 2 a 1 diante do Paraguai na última semana. Os resultados garantiram ao Brasil a liderança das eliminatórias da América do Sul para a Copa de 2010.

O técnico preferiu transferir a responsabilidade ao considerar a Espanha favorita à conquista da Copa das Confederações. "É a equipe que está no melhor momento e jogando melhor."

Os ibéricos estão no Grupo A, ao lado de Nova Zelândia, Iraque e da anfitriã África do Sul. No entanto, Dunga sabe que o Brasil, cinco vezes presente na competição, deve ser respeitado por sua história de pentacampeão mundial.

"O Brasil deve jogar sempre para ganhar, e apesar do cansaço de uma longa temporada, seus jogadores têm de entrar em campo com a mentalidade e o espírito vencedores", avaliou o treinador.

O Egito, bicampeão africano, chega abalado pela derrota para a Argélia (3 a 1) nas eliminatórias e pela contusão de seu astro Arm Zaki.

"Esperamos uma partida muito dura, mais dura do que muitos acreditam no Brasil. Ninguém ganha dois títulos continentais consecutivos por sorte, é preciso qualidade", afirmou Dunga a respeito do Egito.

Posteriormente, os brasileiros terão de enfrentar os Estados Unidos, uma equipe que não deve apresentar grande resistência, e a campeã mundial Itália, em um clássico cercado de muita expectativa.

Boa fase da seleção não melhora humor do técnico brasileiro

Nem mesmo a alegria da população de Bloemfontein com a Seleção Brasileira consegue melhorar o humor do técnico Dunga. Ontem, véspera da estreia do Brasil na Copa das Confederações, ele distribuiu as costumeiras patadas em coletiva no Free State Stadium.

A cada pergunta da imprensa, o treinador respondia com um gancho no queixo. "Ninguém gosta de perder, eles vão jogar para vencer. Quando a gente ganha, é assim: antes do jogo o adversário é bom. Depois, é fraco", respondeu, sobre a dificuldade da seleção diante de times africanos.

Quando indagado sobre os treinamentos e as poucas pistas que dá sobre a escalação do time, Dunga foi novamente duro. "Eu que não estudei, consulto o Paixão (Paulo Paixão, preparador físico da seleção), professor de educação física, consulto os médicos, para treinar os jogadores. Mas tem gente que começou a jogar bola depois dos 50 anos e acha que sabe de tudo", afirmou, mostrando que, apesar da boa fase da seleção, continua zangado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;