Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lauro Michels utiliza espólio eleitoral do tio-avô

Questionado pelo PT, ex-prefeito vira arma do candidato do PV em Diadema


Raphael Rocha
Do Diário do grande ABC

21/07/2012 | 07:28


O vereador Lauro Michels, prefeiturável pelo PV de Diadema, tem aproveitado a popularidade do tio-avô homônimo, que governou a cidade por dois mandatos, de 1963 a 1968 e de 1976 e 1982. Nas atividades nas ruas, Michels utiliza o parentesco para atrair votos dos eleitores mais antigos do município.

Paralelamente à estratégia do verde, o PT critica as administrações do velho Lauro Michels, acusando o ex-chefe do Executivo de não priorizar as camadas menos favorecidas em suas gestões.

Lauro Michels foi o segundo prefeito da história de Diadema após a emancipação, substituindo Evandro Caiaffa Esquível. A primeira gestão foi voltada para ações de consolidar Diadema como município autônomo. A segunda, já na década de 1970, centrou a vinda de empresas para o município. Lauro Michels sempre foi de perfil popular, mas projetos de urbanização foram intensificados com Gilson Menezes, primeiro prefeito do PT, a partir de 1983.

O foco dos governos de Lauro Michels sempre é levado aos discursos do prefeito Mário Reali (PT), candidato à reeleição. Na quarta-feira, em evento de mobilização de militância, o petista disse que Diadema não poderia abandonar os projetos de 30 anos do PT para a cidade. No início da campanha, ele afirmou que o prefeiturável do PV, sobrinho-neto do ex-gestor, não representava a novidade por trazer o estilo de governo do passado.

Apesar das críticas petistas, eleitores mais antigos costumam aprovar a empreitada do vereador do PV. Alguns chegaram a chorar ao relembrar a relação com o ex-prefeito, falecido em 1991.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;