Fechar
Publicidade

Sábado, 12 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

União entre Palestra e Volks Clube está descartada


Divanei Guazzelli
Do Diário do Grande ABC

06/11/2004 | 13:31


A parceria entre Palestra e Volkswagen Clube no futebol profissional de São Bernardo está descartada e não há previsão para que o assunto seja retomado. O presidente do Volks, Osvaldo Caniato, justificou a mudança de rumos com a modificação no estatuto e a eleição que deverá ocorrer no clube no final do mês. A parceria, que poderia chegar até mesmo a uma fusão para a disputa da Série B-1 de 2005, virou discussão no final de agosto, mas agora Caniato diz que não há mais viabilidade imediata.

"A parceria entre Volks e Palestra é algo que requer maior amadurecimento em nosso clube, nos contatos com os conselheiros. Pode ser que a união ainda volte a se situar entre nossas prioridades, mas no momento a maior preocupação é a mudança do estatuto e a eleição para a escolha da nova diretoria", revela o dirigente.

O trabalho conjunto entre Volks e Palestra, que incluiria até mesmo a criação de uma empresa para administrar o futebol profissional, seria iniciado já numa provável participação na Copa São Paulo de Futebol Júnior, a partir de janeiro. Nos anos 60, o Volkswagen Clube disputou as divisões de acesso em São Paulo, o que o Palestra faz desde a década de 50, na segunda divisão da época, apesar de interrupções para retomada definitiva em 1997. "Apesar de a parceria não estar, agora, nas discussões, o Palestra é um co-irmão e, nessa condição, na medida do possível, poderemos colocar nossas instalações à disposição caso haja necessidade", explica o presidente do Volks.

Acesso - O presidente do Palestra, Fábio Cassetari, admitiu compreender a posição atual do clube com o qual poderia ocorrer a parceria e já faz planos para 2005. "Respeitamos a posição do Volkswagen Clube e vamos seguir com a intenção de montar um time em condições de conquistar o acesso para a Série A-3 de 2006", afirma Cassetari.

Em 2004, o Palestra chegou a disputar o octogonal decisivo da B-1, mas ao perder seis pontos no TJD (Tribunal de Justiça Desportiva), mesmo com duas vitórias, ficou com um ponto e não conseguiu o acesso. Monte Azul, Grêmio Barueri, Ferroviária de Araraquara e Ecus de Suzano garantiram as vagas para a A-3.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;