Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

TIM aluga call center em Santo André para começar a funcionar


Hugo Cilo
Do Diário do Grande ABC

01/04/2005 | 14:58


A TIM inicia as suas operações em Santo André na próxima segunda-feira em local provisório. Cerca de 300 pessoas recrutadas ao longo desta semana pela TIM estarão em treinamento na CSN Call Center, no centro da cidade, que alugou salão e equipamentos à multinacional italiana. As instalações provisórias foram alugadas até o fim de junho, quando termina a primeira fase de construção do Pólo Tecnológico, que tem orçamento de R$ 262 milhões.

Os funcionários contratados pela TIM trabalharão inicialmente em regime de treinamento, porém já remunerados. Ao programa serão incorporados os demais 700 trabalhadores que serão selecionados, à medida que forem sendo escolhidos. “Enquanto eles estiverem em treinamento, o ‘taxímetro’ já vai estar correndo. Aqueles que foram selecionados antes, serão beneficiados. Teremos, de início, uma grande equipe de ‘Anas’, ‘Andréias’, ‘Brunos’ e ‘Carlos’, diz Andrea Krug, gerente de treinamento da TIM.

A escolha dos futuros funcionários da empresa não será uma fácil tarefa, diz a executiva. O problema é “agradável”: o nível dos candidatos é alto, o que tem dificultado o processo seletivo. A empresa precisa iniciar as atividades na próxima semana para que a empresa consiga treinar todos os mil funcionários até dezembro, mês de movimento mais intenso nas unidades de call center da empresa.

“A dinâmica de grupo está extremamente complicada. Enquanto o índice médio de aprovação nessa etapa é de 30% a 40%, aqui estamos aproveitamento de 65% dos candidatos”, diz Andrea.

Até quinta-feira, dia de nomes iniciados por P, Q e R, o índice de aprovação estava em 11% do total inscrito – 313 pessoas foram selecionadas entre cerca pouco mais de 3 mil exames corrigidos – no processo seletivo da TIM, realizado desde segunda-feira na Central de Trabalho e Renda, na rua Artur de Queirós, 720, Centro de Santo André. Em relação ao total necessário para o preenchimento das vagas, a taxa é de 31%

Nesta sexta-feira, último dia da seleção direta da empresa, podem participar nomes que começam com letras de S a Z. A partir de segunda-feira, a TIM começará análise dos cadastros gravados no site e dos currículos enviados pelo correio. Os que se enquadrarem no perfil buscado pela empresa serão convocados em grupos para aplicação dos testes de língua portuguesa, matemática e informática. “Não teremos os mil logo de cara, já que não é necessário. Vamos avaliar cada um e chamar conforme a necessidade, até que todas as mil vagas sejam preenchidas até junho”, explica Andrea.

Embora o balanço final da seleção em Santo André seja concluído somente no fim da tarde de sexta-feira, a empresa aposta em participação de 5 mil a 6 mil candidatos. O processo seletivo é o maior da história da empresa no país, desde o início das atividades, em 1998.

De início, serão mil vagas para atendente de telemarketing, para salários de R$ 500, mais benefícios. Apesar de a sede administrativa da companhia italiana estar no Rio de Janeiro, o Pólo Tecnológico de Santo André será o maior complexo da empresa no país, principal destino dos investimentos da TIM fora da Itália.

Com a injeção de R$ 262 milhões no Pólo de Tecnologia até 2008, a empresa totalizará aplicação de US$ 7 bilhões no Brasil – US$ 1,1 bilhão investido somente no ano passado.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

TIM aluga call center em Santo André para começar a funcionar

Hugo Cilo
Do Diário do Grande ABC

01/04/2005 | 14:58


A TIM inicia as suas operações em Santo André na próxima segunda-feira em local provisório. Cerca de 300 pessoas recrutadas ao longo desta semana pela TIM estarão em treinamento na CSN Call Center, no centro da cidade, que alugou salão e equipamentos à multinacional italiana. As instalações provisórias foram alugadas até o fim de junho, quando termina a primeira fase de construção do Pólo Tecnológico, que tem orçamento de R$ 262 milhões.

Os funcionários contratados pela TIM trabalharão inicialmente em regime de treinamento, porém já remunerados. Ao programa serão incorporados os demais 700 trabalhadores que serão selecionados, à medida que forem sendo escolhidos. “Enquanto eles estiverem em treinamento, o ‘taxímetro’ já vai estar correndo. Aqueles que foram selecionados antes, serão beneficiados. Teremos, de início, uma grande equipe de ‘Anas’, ‘Andréias’, ‘Brunos’ e ‘Carlos’, diz Andrea Krug, gerente de treinamento da TIM.

A escolha dos futuros funcionários da empresa não será uma fácil tarefa, diz a executiva. O problema é “agradável”: o nível dos candidatos é alto, o que tem dificultado o processo seletivo. A empresa precisa iniciar as atividades na próxima semana para que a empresa consiga treinar todos os mil funcionários até dezembro, mês de movimento mais intenso nas unidades de call center da empresa.

“A dinâmica de grupo está extremamente complicada. Enquanto o índice médio de aprovação nessa etapa é de 30% a 40%, aqui estamos aproveitamento de 65% dos candidatos”, diz Andrea.

Até quinta-feira, dia de nomes iniciados por P, Q e R, o índice de aprovação estava em 11% do total inscrito – 313 pessoas foram selecionadas entre cerca pouco mais de 3 mil exames corrigidos – no processo seletivo da TIM, realizado desde segunda-feira na Central de Trabalho e Renda, na rua Artur de Queirós, 720, Centro de Santo André. Em relação ao total necessário para o preenchimento das vagas, a taxa é de 31%

Nesta sexta-feira, último dia da seleção direta da empresa, podem participar nomes que começam com letras de S a Z. A partir de segunda-feira, a TIM começará análise dos cadastros gravados no site e dos currículos enviados pelo correio. Os que se enquadrarem no perfil buscado pela empresa serão convocados em grupos para aplicação dos testes de língua portuguesa, matemática e informática. “Não teremos os mil logo de cara, já que não é necessário. Vamos avaliar cada um e chamar conforme a necessidade, até que todas as mil vagas sejam preenchidas até junho”, explica Andrea.

Embora o balanço final da seleção em Santo André seja concluído somente no fim da tarde de sexta-feira, a empresa aposta em participação de 5 mil a 6 mil candidatos. O processo seletivo é o maior da história da empresa no país, desde o início das atividades, em 1998.

De início, serão mil vagas para atendente de telemarketing, para salários de R$ 500, mais benefícios. Apesar de a sede administrativa da companhia italiana estar no Rio de Janeiro, o Pólo Tecnológico de Santo André será o maior complexo da empresa no país, principal destino dos investimentos da TIM fora da Itália.

Com a injeção de R$ 262 milhões no Pólo de Tecnologia até 2008, a empresa totalizará aplicação de US$ 7 bilhões no Brasil – US$ 1,1 bilhão investido somente no ano passado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;