Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Placebo abre turnê no Brasil no dia 15



01/04/2005 | 13:51


Andrógina, pansexual, glamourosa, muitas vezes até barulhenta. Chega ao Brasil no dia 15, após dez anos na estrada, a banda inglesa Placebo – na verdade, é formada por um norte-americano, um sueco e um inglês, respectivamente o cantor e guitarrista Brian Molko, o baixista e tecladista Stefan Olsdal e o baterista Steve Hewitt. Convidados para o novo festival Claro Que É Rock, eles abrem no dia 15 o Abril Pro-Rock, no Recife, e tocam ainda em outras sete cidades do país: Porto Alegre (dia 19), Salvador (dia 16), Florianópolis (dia 21), Brasília (dia 23), Campinas (dia 26), São Paulo (dia 27, Credicard Hall) e Rio de Janeiro (dia 29, Claro Hall).

“Um amigo na necessidade é um amigo de fato/ Um amigo ainda melhor é um amigo com um barato” (A friend in need is a friend indeed/ a friend with weed is better). Seria essa uma tradução aproximada da canção Pure Morning, hit do Placebo de 1998, serve para ilustrar algum pedaço do ideário da banda, emoldurado por uma avalanche de guitarras glam, uma bateria que soa como um guindaste de demolição e um vocal que poderia ser descrito da seguinte maneira: imagine se Geddy Lee, cantor do Rush, após passar a noite numa boate da rua Aurora, tomando rabo-de-galo, resolvesse dar uma canja na rua. Essa é mais ou menos a voz de Brian Molko.

O baixista, Stefan Olsdal, adiantou que o repertório da turnê brasileira “terá basicamente a coletânea de singles Once More with Feeling”. O Placebo não tocará nenhuma das inéditas que entrarão no próximo disco, previsto para ser gravado logo após a tour. É possível que o grupo toque covers, como Where’s My Mind, do Pixies.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Placebo abre turnê no Brasil no dia 15


01/04/2005 | 13:51


Andrógina, pansexual, glamourosa, muitas vezes até barulhenta. Chega ao Brasil no dia 15, após dez anos na estrada, a banda inglesa Placebo – na verdade, é formada por um norte-americano, um sueco e um inglês, respectivamente o cantor e guitarrista Brian Molko, o baixista e tecladista Stefan Olsdal e o baterista Steve Hewitt. Convidados para o novo festival Claro Que É Rock, eles abrem no dia 15 o Abril Pro-Rock, no Recife, e tocam ainda em outras sete cidades do país: Porto Alegre (dia 19), Salvador (dia 16), Florianópolis (dia 21), Brasília (dia 23), Campinas (dia 26), São Paulo (dia 27, Credicard Hall) e Rio de Janeiro (dia 29, Claro Hall).

“Um amigo na necessidade é um amigo de fato/ Um amigo ainda melhor é um amigo com um barato” (A friend in need is a friend indeed/ a friend with weed is better). Seria essa uma tradução aproximada da canção Pure Morning, hit do Placebo de 1998, serve para ilustrar algum pedaço do ideário da banda, emoldurado por uma avalanche de guitarras glam, uma bateria que soa como um guindaste de demolição e um vocal que poderia ser descrito da seguinte maneira: imagine se Geddy Lee, cantor do Rush, após passar a noite numa boate da rua Aurora, tomando rabo-de-galo, resolvesse dar uma canja na rua. Essa é mais ou menos a voz de Brian Molko.

O baixista, Stefan Olsdal, adiantou que o repertório da turnê brasileira “terá basicamente a coletânea de singles Once More with Feeling”. O Placebo não tocará nenhuma das inéditas que entrarão no próximo disco, previsto para ser gravado logo após a tour. É possível que o grupo toque covers, como Where’s My Mind, do Pixies.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;