Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Secretário de Cultura de Diadema entra na Justiça comum para retomar PHS


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

19/10/2013 | 07:00


Secretário de Cultura de Diadema, Gilberto Moura, o Giba, ingressou na Justiça comum para retornar à presidência do PHS municipal. Ele foi destituído do cargo em julho por uma decisão da cúpula estadual da sigla, comandada pelo vereador paulistano Laércio Benko.

O processo tramita na 1ª Vara Cível de Diadema e tem como base a troca injustificada da liderança partidária. O pedido de liminar feito pelo ex-presidente já foi negado pela juíza Erica Diniz, mas o caso não teve julgamento de mérito.

Na visão de Giba, a executiva estadual não poderia tirá-lo da presidência até 2017, quando vigorava seu mandato à frente da legenda. Ele reclamou também de não ser comunicado oficialmente sobre a mudança e nem quais alegações para a troca.

“Estatutariamente sou presidente. Não pode haver uma canetada e rasgar todo regimento”, questionou o secretário do governo Lauro Michels (PV).

Novo presidente do PHS de Diadema, José Antônio Fernandes, o professor Peninha, avaliou que dificilmente Giba terá êxito em sua empreitada. “O PHS é uma comissão provisória. Com isso, quem manda é a estadual. Se quiserem, tiram o presidente e colocam outro. Batalhar contra isso é perda de tempo.”

O PHS foi um dos raros partidos a apoiar Lauro desde o primeiro turno da eleição municipal e foi contemplado com cargo no primeiro escalão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Secretário de Cultura de Diadema entra na Justiça comum para retomar PHS

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

19/10/2013 | 07:00


Secretário de Cultura de Diadema, Gilberto Moura, o Giba, ingressou na Justiça comum para retornar à presidência do PHS municipal. Ele foi destituído do cargo em julho por uma decisão da cúpula estadual da sigla, comandada pelo vereador paulistano Laércio Benko.

O processo tramita na 1ª Vara Cível de Diadema e tem como base a troca injustificada da liderança partidária. O pedido de liminar feito pelo ex-presidente já foi negado pela juíza Erica Diniz, mas o caso não teve julgamento de mérito.

Na visão de Giba, a executiva estadual não poderia tirá-lo da presidência até 2017, quando vigorava seu mandato à frente da legenda. Ele reclamou também de não ser comunicado oficialmente sobre a mudança e nem quais alegações para a troca.

“Estatutariamente sou presidente. Não pode haver uma canetada e rasgar todo regimento”, questionou o secretário do governo Lauro Michels (PV).

Novo presidente do PHS de Diadema, José Antônio Fernandes, o professor Peninha, avaliou que dificilmente Giba terá êxito em sua empreitada. “O PHS é uma comissão provisória. Com isso, quem manda é a estadual. Se quiserem, tiram o presidente e colocam outro. Batalhar contra isso é perda de tempo.”

O PHS foi um dos raros partidos a apoiar Lauro desde o primeiro turno da eleição municipal e foi contemplado com cargo no primeiro escalão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;