Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Líder talibã promete aos EUA derrota pior que a russa


Das Agências

14/10/2001 | 15:28


O líder dos talibãs, mulá Mohammad Omar, prometeu aos EUA "uma lição mais severa" que a infligida aos soviéticos, numa entrevista publicada no domingo pelo jornal saudita Al Watan. "É certo que não começamos a verdadeira batalha contra os Estados Unidos devido a sua superioridade tecnológica", declarou o dirigente em Kabul, numa entrevista pelo telefone.

"Entretanto, de acordo com a vontade de Deus, não vamos recebê-los com flores", acrescentou. "Vão aprender um lição mais dura que a dada aos russos", que se retiraram do Afeganistão em 1989, sob severas derrotas para a resistência afegã, afirmou o mulá Omar.

Também reiterou a recusa dos talibãs a entregar aos EUA o chefe muçulmano Osama Bin Laden, principal suspeito da organização dos atentados do dia 11 de setembro. O líder dos talibãs desmentiu que membros de sua família foram mortos pelos bombardeios no Afeganistão, mas reconheceu que sua casa foi destruída.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Líder talibã promete aos EUA derrota pior que a russa

Das Agências

14/10/2001 | 15:28


O líder dos talibãs, mulá Mohammad Omar, prometeu aos EUA "uma lição mais severa" que a infligida aos soviéticos, numa entrevista publicada no domingo pelo jornal saudita Al Watan. "É certo que não começamos a verdadeira batalha contra os Estados Unidos devido a sua superioridade tecnológica", declarou o dirigente em Kabul, numa entrevista pelo telefone.

"Entretanto, de acordo com a vontade de Deus, não vamos recebê-los com flores", acrescentou. "Vão aprender um lição mais dura que a dada aos russos", que se retiraram do Afeganistão em 1989, sob severas derrotas para a resistência afegã, afirmou o mulá Omar.

Também reiterou a recusa dos talibãs a entregar aos EUA o chefe muçulmano Osama Bin Laden, principal suspeito da organização dos atentados do dia 11 de setembro. O líder dos talibãs desmentiu que membros de sua família foram mortos pelos bombardeios no Afeganistão, mas reconheceu que sua casa foi destruída.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;