Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Julgamento de Robert é a preocupação de Cabralzinho


Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC
Com Agências

19/10/2001 | 00:14


O Santos foi para Águas de Lindóia em busca de tranqüilidade, mas seu departamento jurídico trabalha duro para absolver o meia Robert no julgamento de segunda-feira e deixá-lo em condições de enfrentar o Corinthians, dia 28. O jogador será julgado pela expulsão contra o São Paulo, em que agrediu o lateral Gustavo Nery após sofrer uma falta. Enquadrado no artigo 310, ele pode pegar suspensão de quatro a oito jogos, por ser reincidente.

A defesa de Robert começou a ser preparada ontem. Os advogados do Santos irão investir nas atenuantes que o jogador possui, principalmente pelo fato de o jogador santista ter sido agredido várias vezes antes de revidar. Além desse problema jurídico, o meia está contundido e faz tratamento intensivo para tentar voltar aos treinos no fim de semana, quando a equipe folga no Brasileiro.

O clássico contra o Corinthians agita a cidade de Santos e nesta quinta o presidente Marcelo Teixeira voltou a criticar as declarações do técnico corintiano Vanderlei Luxemburgo de que o estádio do Santos não oferece condições de segurança para o jogo. “Ele vai estar seguro como qualquer outro torcedor que vier ver o jogo. Ele não precisa ficar criando expectativas ruins”, afirmou o dirigente.

Teixeira culpa a imprensa pelo clima efervescente que o jogo ganha a cada dia. “Acho que o Vanderlei está muito ligado no que a imprensa diz. A rivalidade entre ele e o Marcelinho existe, mas isso vai ser apenas mais uma atração. O espetáculo é o jogo e não eles”.

Entre os jogadores a expectativa também é muito grande. Para o lateral Russo, “vai ser o jogo do ano”, já que uma vitória será um passo importante para qualquer das duas equipes conquistar a vaga na próxima fase.

O meia Elano acha que a motivação para o clássico será grande. “Não tem como não estar motivado num jogo importante como esse”, disse. Mesmo com toda a rivalidade entre os dois times, ele acredita que o confronto será encarado “com a responsabilidade de sempre”. Discorda de quem considera o Corinthians um inimigo do Santos. “Essa é uma palavra forte e o Corinthians é um forte adversário, de muita tradição”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Julgamento de Robert é a preocupação de Cabralzinho

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC
Com Agências

19/10/2001 | 00:14


O Santos foi para Águas de Lindóia em busca de tranqüilidade, mas seu departamento jurídico trabalha duro para absolver o meia Robert no julgamento de segunda-feira e deixá-lo em condições de enfrentar o Corinthians, dia 28. O jogador será julgado pela expulsão contra o São Paulo, em que agrediu o lateral Gustavo Nery após sofrer uma falta. Enquadrado no artigo 310, ele pode pegar suspensão de quatro a oito jogos, por ser reincidente.

A defesa de Robert começou a ser preparada ontem. Os advogados do Santos irão investir nas atenuantes que o jogador possui, principalmente pelo fato de o jogador santista ter sido agredido várias vezes antes de revidar. Além desse problema jurídico, o meia está contundido e faz tratamento intensivo para tentar voltar aos treinos no fim de semana, quando a equipe folga no Brasileiro.

O clássico contra o Corinthians agita a cidade de Santos e nesta quinta o presidente Marcelo Teixeira voltou a criticar as declarações do técnico corintiano Vanderlei Luxemburgo de que o estádio do Santos não oferece condições de segurança para o jogo. “Ele vai estar seguro como qualquer outro torcedor que vier ver o jogo. Ele não precisa ficar criando expectativas ruins”, afirmou o dirigente.

Teixeira culpa a imprensa pelo clima efervescente que o jogo ganha a cada dia. “Acho que o Vanderlei está muito ligado no que a imprensa diz. A rivalidade entre ele e o Marcelinho existe, mas isso vai ser apenas mais uma atração. O espetáculo é o jogo e não eles”.

Entre os jogadores a expectativa também é muito grande. Para o lateral Russo, “vai ser o jogo do ano”, já que uma vitória será um passo importante para qualquer das duas equipes conquistar a vaga na próxima fase.

O meia Elano acha que a motivação para o clássico será grande. “Não tem como não estar motivado num jogo importante como esse”, disse. Mesmo com toda a rivalidade entre os dois times, ele acredita que o confronto será encarado “com a responsabilidade de sempre”. Discorda de quem considera o Corinthians um inimigo do Santos. “Essa é uma palavra forte e o Corinthians é um forte adversário, de muita tradição”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;