Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Queda de ações ligadas aos metais pesa na Bolsa



18/09/2010 | 07:04


Sexta-feira foi mais um dia fraco para a Bovespa, que caiu 0,85%, aos 67.089,12 pontos, terminando a semana com pequena valorização, de 0,42%, e de 2,98% no mês. O giro financeiro atingiu R$ 5 bilhões. A pressão veio principalmente das ações das empresas produtoras de commodities, siderúrgicas e mineradoras, sinalizando a preocupação dos investidores com o grau de recuperação da economia global.

O receio voltou a ganhar força após a deterioração do índice de sentimento do consumidor norte-americano, que retrocedeu ao nível de um ano atrás, e o ressurgimento dos temores em relação à situação fiscal de países periféricos da Europa.

Além do ambiente externo, as ações líderes da Bolsa, Vale e Petrobras, estão à mercê do jogo de forças do vencimento de opções sobre ações, no dia 20. No caso de Petrobras, que está em pleno processo de oferta pública, a disputa entre comprados e vendidos tende ser ainda mais pesada.

EMPRESAS
Os papéis da estatal oscilaram durante a sessão, para fechar no campo positivo. A ON subiu 0,73%, na máxima de R$ 30,19, e a PN avançou 0,30%, a R$ 26,44.

"Teoricamente, o aumento do lote adicional é positivo pois se aumenta a oferta adicional é porque tem demanda", disse um operador. Mas devido ao vencimento de opções fica difícil associar essa alta de ontem do papel à notícia do aumento do lote adicional.

Já as ações da Vale foram em direção oposta, acentuando as perdas na reta final dos negócios e encerrando nas mínimas. A PNA caiu 1,04% e a ON declinou 1,34%. Do lado das siderúrgicas, Gerdau PN teve baixa de 1,75%%; Metalúrgica Gerdau recuou 2,25%%, CSN ON, -1,59% e Usiminas PNA -1,47%.

Nos Estados Unidos, as bolsas também mostraram volatilidade, mas fecharam no azul. O índice Dow Jones subiu 0,12%; o S&P 500 avançou 0,08% e o Nasdaq teve valorização mais forte, de 0,54%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Queda de ações ligadas aos metais pesa na Bolsa


18/09/2010 | 07:04


Sexta-feira foi mais um dia fraco para a Bovespa, que caiu 0,85%, aos 67.089,12 pontos, terminando a semana com pequena valorização, de 0,42%, e de 2,98% no mês. O giro financeiro atingiu R$ 5 bilhões. A pressão veio principalmente das ações das empresas produtoras de commodities, siderúrgicas e mineradoras, sinalizando a preocupação dos investidores com o grau de recuperação da economia global.

O receio voltou a ganhar força após a deterioração do índice de sentimento do consumidor norte-americano, que retrocedeu ao nível de um ano atrás, e o ressurgimento dos temores em relação à situação fiscal de países periféricos da Europa.

Além do ambiente externo, as ações líderes da Bolsa, Vale e Petrobras, estão à mercê do jogo de forças do vencimento de opções sobre ações, no dia 20. No caso de Petrobras, que está em pleno processo de oferta pública, a disputa entre comprados e vendidos tende ser ainda mais pesada.

EMPRESAS
Os papéis da estatal oscilaram durante a sessão, para fechar no campo positivo. A ON subiu 0,73%, na máxima de R$ 30,19, e a PN avançou 0,30%, a R$ 26,44.

"Teoricamente, o aumento do lote adicional é positivo pois se aumenta a oferta adicional é porque tem demanda", disse um operador. Mas devido ao vencimento de opções fica difícil associar essa alta de ontem do papel à notícia do aumento do lote adicional.

Já as ações da Vale foram em direção oposta, acentuando as perdas na reta final dos negócios e encerrando nas mínimas. A PNA caiu 1,04% e a ON declinou 1,34%. Do lado das siderúrgicas, Gerdau PN teve baixa de 1,75%%; Metalúrgica Gerdau recuou 2,25%%, CSN ON, -1,59% e Usiminas PNA -1,47%.

Nos Estados Unidos, as bolsas também mostraram volatilidade, mas fecharam no azul. O índice Dow Jones subiu 0,12%; o S&P 500 avançou 0,08% e o Nasdaq teve valorização mais forte, de 0,54%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;